Petrobras (PETR4) vai receber ofertas pela RLAM em janeiro de 2021

Petrobras (PETR4) vai receber ofertas pela RLAM em janeiro de 2021
Petrobras (PETR4) vai receber ofertas pela RLAM em janeiro de 2021

A Petrobras (PETR3; PETR4) informou que concluiu a fase de negociação com o Grupo Mubadala em relação à venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia. No momento, a operação está em uma nova rodada de propostas vinculantes.

Nesta nova rodada a Petrobras solicitou a todos os participantes que submeteram propostas vinculantes, inclusive o Grupo Mubadala, que apresentem suas ofertas finais com base nas versões negociadas dos contratos com o Mubadala.

A Petrobras espera receber essas ofertas em janeiro de 2021.

Em relação à Refinaria Lubrificantes e Derivados do Nordeste (Lubnor) e à Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), a companhia informa que também já recebeu propostas pelos dois ativos.

Petrobras vai receber mais propostas no dia 10

Nesta semana, a Petrobras informou que espera receber propostas vinculantes no dia 10 de dezembro para as refinarias Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná, e Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul.

Já o recebimento de propostas vinculantes para as refinarias Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, e Gabriel Passos (Regap), em Minas Gerais, está previsto para ocorrer no primeiro trimestre de 2021.

No momento, a estatal está passando por uma fase de revisão do seu portfólio, com uma série de vendas de ativos.

Plano prevê vendas de ativos

Durante a apresentação para analistas do Plano Estratégico 2021-2025, a Petrobras informou ter elevado o valor que pretende arrecadar com a venda de ativos no para US$ 25 bilhões a US$ 35 bilhões, contra os US$ 20 bilhões a US$ 30 bilhões previstos no plano anterior (2020-2024).

Ao todo, a companhia vai vender 209 campos em terra ou águas rasas, ativos na Argentina, Bolívia, Colômbia e Estados Unidos, o Pólo de Marlim (50%), os campos de Albacora e Albacora Leste e Frade.

Além disso, estão à venda 8 refinarias, junto com participações na Braskem (BRKM5), PBio, BSBios, BR, entre outras. No setor de gás, a Petrobras listou as vendas dos gasodutos, Gaspetro, Ansa, térmicas e a produtora de fertilizantes UFN III.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião