Semana do ESG

Petrobras (PETR4) finaliza venda de campos terrestres no Ceará por US$ 23,4 milhões

Petrobras (PETR4) finaliza venda de campos terrestres no Ceará por US$ 23,4 milhões
Petrobras (PETR4). Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

A Petrobras (PETR4) informou nesta sexta (5) que concluiu a venda de participações nos campos terrestres de Fazenda Belém e Icapuí, chamado Polo Fazenda Belém, na Bacia Potiguar, no estado do Ceará, para a 3R Fazenda Belém, anteriormente denominada SPE Fazenda Belém. O valor total da operação é de US$ 23,4 milhões (o equivalente a R$ 120,86 milhões).

Segundo a companhia, a operação de venda do Polo Fazenda Belém foi finalizada com o pagamento à vista de US$ 4,6 milhões para a Petrobras, com os ajustes previstos no contrato.

“O valor recebido hoje se soma ao montante de US$ 8,8 milhões pagos à Petrobras na data da assinatura do contrato de compra e venda. Além desse montante, a companhia ainda receberá US$ 10 milhões, no prazo de um ano após o fechamento da operação, que será corrigido com base nas condições previstas no contrato de compra e venda”, diz a Petrobras.

A 3R Fazenda Belém é uma empresa com foco no redesenvolvimento de campos maduros e em produção, subsidiária integral da 3R Petroleum (RRRP3).

“A presente divulgação está de acordo com as normas internas da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos”, informa a estatal em documento à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Polo Fazenda Belém: produção média diária

O Polo compreende os campos terrestres de Fazenda Belém e Icapuí, localizados no estado do Ceará, onde a Petrobras é detentora de 100% de participação. A produção média do Polo Fazenda Belém de janeiro a julho de 2022 foi de aproximadamente 575 barris de óleo por dia (bpd).

Petrobras conclui venda do Polo Peroá para a 3R (RRRP3)

Petrobras (PETR4) concluiu a venda de seus campos de Peroá e Cangoá e na concessão BM-ES-21 para a 3R Petroleum Offshore (RRRP3).

A informação foi divulgada em fato relevante da Petrobras, divulgado na manhã desta quarta-feira (3).

A operação foi concluída com o pagamento à vista de US$ 8,07 milhões para a Petrobras, já com os ajustes previstos no contrato.

“O valor recebido ontem se soma ao montante de US$ 5 milhões pagos à Petrobras na assinatura do contrato de compra e venda. Além desse montante, é previsto o recebimento pela Petrobras de até US$ 42,5 milhões em pagamentos contingentes, a depender das cotações futuras do Brent e desenvolvimento dos ativos”, diz o comunicado da Petrobras.

A 3R disse que a transação marca seus primeiros passos com sua operação offshore.

“O Polo Peroá representa um incremento significativo na produção de gás da 3R, fortalecendo o posicionamento da Companhia como player independente na indústria”, disse a compradora.

A Petrobras detinha 100% de participação nos campos de Peroá e Cangoá, localizados em águas rasas, cuja produção média de janeiro a junho de 2022 foi de cerca de 572 mil metros quadrados por dia de gás não-associado, e 100% de participação no bloco exploratório BM-ES-21, localizado em águas profundas, em que se encontra a descoberta de Malombe.

Marco Antônio Lopes

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO