Oi (OIBR3), Cesp (CESP6) e Ânima (ANIM3) agitam o mercado financeiro

Oi (OIBR3), Cesp (CESP6) e Ânima (ANIM3) agitam o mercado financeiro
Oi. Foto: Divulgação

Nos destaques do mercado financeiro desta segunda-feira (28), chama a atenção a Oi (OIBR3) que adiou a data de divulgação do balanço e anunciou dados preliminares referentes ao quarto trimestre de 2021.

Além da Oi, está entre os destaques do mercado financeiro a Cesp (CESP6) que reverteu lucro e registrou prejuízo de R$ 52,1 milhões no quarto trimestre de 2021. Além disso, a companhia mudou o nome e ticker para Auren Energia (AURE3).

Já a Ânima (ANIM3) reportou prejuízo de R$ 92 milhões no período de outubro a dezembro do ano passado.

Veja os destaques do mercado financeiro:

Oi

A Oi adiou a divulgação do seu balanço do quarto trimestre de 2021 (4T21) de amanhã (29) para  27 de abril e divulgou dados preliminares referentes a 2021.

Os números divulgados pela empresa mostram uma piora em todos as linhas, com exceção do Ebitda, enquanto a receita mostrou queda de quase 5% tanto na comparação anual quanto na trimestral.

De acordo com a Oi, o adiamento do balanço do 4t21 ocorreu devido à complexidade dos trabalhos de segregação da unidade de Ativos Móveis e à necessidade de obter pareceres dos auditores independentes para as demonstrações financeiras das três empresas.

Cesp

A partir desta segunda-feira (28), a Companhia Energética de São Paulo, a Cesp, deixa de ser negociada na B3 com este nome e ticker e passa a ser a Auren Energia sob o código (AURE3).

Segundo o fato relevante da Cesp, divulgado na semana passada, este nome é resultado do processo de reorganização societária iniciado em outubro de 2021, que visa a criação de uma plataforma líder em energia renovável no Brasil.

Além disso, a companhia informou que teve prejuízo de R$ 52,1 milhões de quarto trimestre, ante lucro de R$ 1,595 bilhão. O resultado é pior do que o esperado pelo mercado, que apontava lucro de R$ 1 milhão, segundo dados da Bloomberg.

Ânima

A Ânima Educação registrou prejuízo ajustado de R$ 92 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21). Esse resultado indica aumento no prejuízo, uma vez que no mesmo período em 2020, o resultado ficou R$ 20 milhões negativos.

A empresa teve prejuízo líquido de R$ 152,8 milhões no 4T21, o que representa crescimento de 361,8% em relação ao mesmo trimestre de 2020. Já no ano de 2021, o balanço da Ânima mostra um lucro de R$ 111,8 milhões, ante lucro de R$ 66,5 milhões em 2020.

Os destaques do mercado financeiro do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Oi que deve estar no foco dos investidores ao longo do dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO