Nubank (ROXO34) já vale o mesmo que o Itaú (ITUB4)?

Nos últimos dias, com as oscilações de mercado, o Nubank (ROXO34) ultrapassou o Itaú (ITUB4) em Capitalização de Mercado (market cap) – o que surpreendeu: uma fintech relativamente ‘nova’ desbancando o maior banco privado do Brasil. A XP analisou essa notícia em relatório. Os analistas explicaram o que impulsionou esse movimento, além do sobe e desce das ações.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

O movimento é fruto da valorização de 40% nas ações do Nubank no acumulado de 2024, ao passo que os papéis ITUB4 somam uma desvalorização de cerca de 2% na mesma janela.

Analistas da XP destacam que esse movimento de valorização intensa nos papéis do banco digital se dá por alguns fatores:

  • Novas geografias, com investimento em países como México e Colômbia
  • Estratégia de crescimento acelerado
  • Novas verticais
  • Efeito ‘intangível’ (dado que o banco cresceu muito e alguns investidores “estão sendo benevolentes em relação ao valuation”)

“A capitalização de mercado reflete o preço das ações e não necessariamente o valor das empresas. Embora concordemos que a tese de crescimento e alavancagem operacional do Nubank tenha se provado, o banco negocia a múltiplos bastante elevados quando comparamos com outros bancos. Já para o Itaú vemos o banco negociando em linha com os pares, mas com algum desconto em relação à média histórica”, observa a XP, sobre o cenário atual.

Os especialistas apontam que nos últimos trimestres pode-se observar a qualidade do crédito da fintech apresentando algum grau de deterioração. Já para o Itaú o pior momento da inadimplência parece ter ficado para trás.

“Reconhecemos que o Nubank tenha sido capaz de passar de forma tranquila pelo conturbado momento recente do ciclo de crédito. Isso impactou severamente alguns bancos brasileiros. Entretanto, vemos o banco com um maior apetite a risco nos últimos trimestres, o que deveria levar a um aumento das provisões nos próximos trimestres”, diz a casa.

“Em relação ao Itaú, o seu portfólio diversificado combinado a uma política de concessão de crédito, na nossa visão, bastante humilde (com o banco reconhecendo onde tem diferenciais na concessão), permitiu que o banco navegasse de forma saudável durante o período crítico do ciclo de crédito. Com isso esperamos que o banco mantenha um nível estável de provisões nos próximos trimestres”, completa.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Investindo-no-exterior.png

‘Histórico centenário do Itaú é relevante ao compará-lo com Nubank’

Em termos de histórico, a XP ressalta que o Itaú tem 100 anos de história e é visto “como um banco já consolidado e reconhecido pela sua eficiência operacional e boa alocação de capital”.

“Portanto, quando comparamos o banco incumbente com a fintech estimamos que uma parte muito maior do seu valor esteja em um horizonte previsível. Já para a fintech, estimamos que parte substancial do seu valor esteja na perpetuidade. E vemos o Itaú com um carrego mais positivo nos próximos anos dado que o banco elevou a parcela do lucro a ser distribuída aos seus acionistas (payout)”, acrescenta a XP.

Já olhando para o Nubank, os analistas apontam que é notável que a fintech tem sido capaz de manter uma vantagem considerável em termos de custo de servir (CTS), com o seu custo médio por cliente ativo (<US$ 1) sendo mais de 80% menor que a média dos bancos incumbentes.

“Entretanto, vemos o Itaú como o banco mais avançado em termos de transformação cultural e digital. Ou seja, embora vejamos como difícil que um banco incumbente seja capaz de operar com um custo de servir semelhante ao que opera uma fintech, acreditamos que no longo prazo o custo de servir ‘destes dois mundos’ tendam a convergir”, observa a casa.

“Os bancos incumbentes serão capazes de reduzir suas estruturas físicas, enquanto as fintechs, para ampliar sua oferta de produtos e serviços, terão de ampliar sua equipe”, conclui, sobre o comparativo entre Nubank e Itaú.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno