Novo carro da Tesla começará a ser produzido no fim de 2024, diz Elon Musk

O novo modelo do Tesla Roadster, que consolidou a Tesla (TSLA34) como montadora em 2008, terá design e engenharia finalizados neste ano e deve chegar à produção até o fim de 2024.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

A estimativa para o novo modelo da Tesla foi feita pelo próprio Elon Musk durante uma conversa no Twitter Spaces.

O Roadster era esperado para o fim de 2021, mas acabou adiado indefinidamente. Na conversa, o criador da Tesla agradeceu a paciência dos investidores.

Musk também comentou a nova parceria entre Tesla e Ford para o fornecimento de 12 mil superchargers para os veículos elétricos da Ford.

“É nossa intenção fazer todo o possível para apoiar a Ford e ter a Ford em pé de igualdade com os superchargers da Tesla”, disse o bilionário.

Tesla construirá fábrica de baterias em Xangai, na China

A montadora também construirá uma fábrica de baterias em Xangai, na China, conforme anunciado por executivos da companhia em uma conferência na região.

A intenção é de produzir Megapacks, uma unidade de armazenamento de larga escala. A companhia de Elon Musk já possui uma planta de veículos elétricos na cidade.

A Megapack é uma bateria enorme que ajuda a estabilizar redes de energia, sendo suficiente para armazenar um volume de energia que abasteceria 3,6 mil casas durante uma hora.

A expectativa é de que já no terceiro trimestre deste ano a fábrica de baterias da Tesla tenha suas obras iniciadas e já em 2024 a produção seja iniciada.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

As projeções da montadora de veículos elétricos é de que a nova fábrica produza cerca de 10 mil megapacks ao ano, que equivalem a 40 GWh de armazenamento de energia.

Essa decisão estratégica ocorre semanas após a Airbus, uma companhia francesa, anunciar que dobrará sua capacidade de produção na China.

Isso, mesmo em meio a uma tensão entre Washington e Pequim, acentuada pela discordância em relação à postura de Putin.

Atualmente a Tesla já produz cerca de 52% dos seus veículos em solo chinês – um volume de 711 mil automóveis.

Essa relação melhorou quando, em meados de 2019, o governo chinês ajudou a companhia a montar sua primeira fábrica fora dos Estados Unidos.

Contudo, as relações ficaram relativamente estremecidas desde o ano de 2022, quando a Tesla teve alguns veículos banidos de complexos militares.

A desconfiança aumentou justamente após a iniciativa da Starlink por parte de Elon Musk e, além disso, após o aumento da tensão entre Xi Jingping e Biden.

Apesar disso, Musk ainda fez declarações relevantes sobre o mercado, incluindo falas citando que a China é o “mercado mais competitivo do mundo”.

Em meados de 2021, o dono da Tesla também disse que “respeita muito todas as montadoras chinesas”.

Com Estadão Conteúdo

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião