Neoenergia (NEOE3) vence leilão de privatização da CEB com R$ 2,5 bi

Neoenergia (NEOE3) vence leilão de privatização da CEB com R$ 2,5 bi
Neoenergia vence leilão da CEB

A Neoenergia (NEOE3) informou que sua controlada Bahia Geração de Energia (Bahia PCH III) venceu o leilão da CEB Distribuição, realizado nesta manhã. Segundo fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o lance vencedor foi de R$ 2,515 bilhões por 100% das ações da CEB, que até então era uma empresa estatal.

A consumação da venda está sujeita à aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A CEB é distribuidora de energia elétrica no Distrito Federal e fornece energia para uma população de 3 milhões de pessoas. Em 2019, a empresa possuía 1,1 milhão de consumidores e forneceu um total de 6.577 GWh.

De acordo com a Neoenergia, a aquisição da CEB-D é mais um passo alinhado com a estratégia do plano de expansão da Neoenergia no setor elétrico brasileiro.

“Caso, após as avaliações necessárias, a aquisição das Ações CEB -D esteja sujeita à assembleia geral da Neoenergia, prevista no artigo 256 da Lei das S.A., a companhia divulgará ao mercado sobre a necessidade de realização da referida assembleia”, informou a empresa no documento assinado por Leonardo Pimenta Gadelha, Diretor Executivo de Finanças e de Relações com Investidores.

Além disso, a empresa disse que se a operação resultar em direito de recesso aos acionistas dissidentes, os acionistas poderão exercer esse direito com relação às ações que sejam titulares.

Neoenergia comprou ativos eólicos em setembro

Em setembro, a Neoenergia adquiriu ativos no setor de geração de energia eólica. A companhia fechou contrato de compra e venda de ativos com a PEC Energia para aquisição de projeto de geração de energia eólica, com potencial a ser instalado de cerca de 400 MW.

Os ativos estão situados na Serra da Gameleira (BA) e compreendem área de aproximadamente 7.800 hectares. Depois do fechamento, o valor total da operação poderá chegar a R$ 80 milhões, de acordo com a Neoenergia.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião