McDonald’s registra lucro de US$ 1,5 bi no segundo trimestre

O McDonald’s divulgou seu balanço trimestral na manhã desta sexta-feira (26). O lucro líquido da gigante de fast food ficou em US$ 1,51 bilhão no segundo trimestre de 2019. Dessa forma, o valor significa uma alta de 1,3% em relação ao mesmo período de 2018.

A receita do McDonald’s manteve a estabilidade, em um valor de US$ 5,34 bilhões no trimestre. Ainda na comparação ano a ano, o período significou um progresso de 1% no lucro operacional da companhia norte-americana. Este valor percentual representa US$ 2,27 bilhões.

“Com os fortes resultados que alcançamos no segundo trimestre, experimentamos agora 16 trimestres consecutivos de vendas globais comparáveis positivas”, afirmou o presidente da companhia, Steve Easterbrook.

A vendas comparáveis da empresa, fora dos Estados Unidos, tiveram alta de 6,6%. Sendo assim, os principais territórios responsáveis pelo resultado foram: França, Alemanha e Reino Unido.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

“Ao colocar nossos clientes no centro de todos os nossos esforços para operar ótimos restaurantes, aprimorar a experiência do cliente e oferecer ofertas deliciosas de menu, continuaremos a executar o nosso Plano de Crescimento com Velocidade de forma bem-sucedida.”

CEO de holding do McDonald’s e reforma da Previdência

Em abril deste ano, Sergio Alonso, CEO da Arcos Dorados, maior operadora do McDonald’s no mundo, afirmou que a reforma da Previdência tinha que ser aprovada o mais rápido possível no Brasil.

“O Brasil é nossa principal preocupação, e acompanhamos de perto a evolução do ambiente macroeconômico, pois é o nosso principal motor”, afirmou o CEO Sergio Alonso em entrevista.

Veja também: PIB dos EUA cresce 2,1% no 2º tri e supera as previsões de 1,8% 

Para Alonso, o adiamento da reforma poderia enfraquecer o consumo no País, o que não favoreceria o comércio. “O grande problema vem quando as expectativas que estimulam o consumo não são acompanhadas de políticas econômicas.”

A operadora do McDonald’s atua em 2.160 lojas de fast food na América Latina e o mercado que mais rende lucro para ela é o brasileiro.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião