Magazine Luiza (MGLU3), Casas Bahia (BHIA3) ou Mercado Livre (MELI34): quem deve se destacar no 1T24, segundo o Safra?

Em relatório recente sobre o varejo, o Safra divulgou suas expectativas em relação a três players de e-commerce cobertos pelo banco – Magazine Luiza (MGLU3), Casas Bahia (BHIA3) e Mercado Livre (MELI34) – para a temporada de resultados do 1T24.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

O Safra espera que o Mercado Livre (MELI34) seja o destaque positivo no segmento, “com forte crescimento de receita combinado com margem EBIT e ganhos de margem líquida“.

Por outro lado, espera que o Grupo Casas Bahia (BHIA3) continue sendo negativamente afetado pelo seu plano de recuperação e pelas difíceis condições macroeconômicas, principalmente no 1P e B&M (lojas físicas), altamente expostos a eletrônicos e eletrodomésticos, levando a uma queda de 16% nas vendas e a um recuo de 51% no Ebitda da Casas Bahia.

Por fim, o Magazine Luiza (MGLU3) deve apresentar um desempenho de receita estável – também impactado negativamente pelas condições macroeconômicas adversas – mas um crescimento anual de 18% no Ebitda, impulsionado por uma margem bruta mais alta e um prejuízo líquido muito menor em relação ao 1T23.

Mercado Livre deverá ter mais um trimestre positivo, projeta Safra

No relatório, o Safra prevê mais um trimestre de melhoria de desempenho para o Mercado Livre (MELI34). Para o banco, a receita líquida do Meli deve chegar a US$ 4,1 bilhões, aumento de 33% na base anual, apoiada pelo crescimento de 27% no e-commerce e de 41% na operação de fintech.

“Em termos de resultados operacionais, esperamos um aumento de margem anual de 144 pontos-base, suportado pela alavancagem operacional. O EBIT deverá ficar em US$ 512 milhões, aumento de 51% na base anual. A melhoria operacional, aliada à menor alavancagem, deve resultar em um crescimento anual de 60% no resultado final, que deve atingir US$ 322 milhões”, pontua o Safra.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Safra: todos os olhos estarão voltados para o fluxo de caixa da Casas Bahia no 1T24

O Safra acredita que o plano de reestruturação da Casas Bahia esteja afetando o desempenho operacional da companhia, e que no 1T24, todos os olhos estarão voltados para o fluxo de caixa da companhia. “A Casas Bahia está reduzindo seus estoques, oferecendo algum nível de descontos, o que deve prejudicar as margens, mas melhorar o capital de giro“, ressalta a casa.

O Safra projeta que a receita da Casas Bahia no 1T24 tenha uma queda anual de 16%, para R$ 6,2 bilhões, impulsionada por quedas anuais de 22% no 1P e de 13% no B&M (lojas físicas), já que o mercado continua difícil para eletrodomésticos e eletrônicos.

“Já em relação ao 3P, o banco espera um crescimento anual de 11%, principalmente relacionado ao novo posicionamento da empresa, que beneficia o 3P frente ao 1P”, afirma.

Quanto ao Ebitda da Casas Bahia, o Safra espera uma redução de 51% na base anual, devido ao impacto negativo mencionado nas margens. Por fim, espera um prejuízo líquido para a Casas Bahia de R$ 375 milhões, acima do prejuízo de R$ 297 milhões no 1T23, devido ao pior desempenho operacional.

Magazine Luiza deve registrar faturamento estável no 1T24, estima Safra

Por fim, o Safra projeta que o Magalu deve registrar um faturamento estável de R$ 9 bilhões no 1T24, ressaltando que o mercado continua difícil para eletrônicos e eletrodomésticos.

“O resultado positivo do 3P suporta a expansão esperada da margem bruta, que deve mais do que compensar as maiores despesas de SG&A [despesas de vendas, gerais e administrativas], levando a uma melhoria de 107 pontos-base na margem Ebitda anual, para 6,9%”, escreve o banco, que prevê um aumento anual de 18% no Ebitda da Magazine Luiza, para R$ 621 milhões.

Além disso, o Safra espera um prejuízo líquido de R$ 2 milhões para a Magazine Luiza no 1T24, ante prejuízo de R$ 258 milhões no 1T23, “devido ao melhor desempenho operacional e menores despesas financeiras relacionadas ao pré-pagamento de recebíveis”, acrescenta.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião