KISU11 começa a ser negociado na Bolsa de Valores de São Paulo

KISU11 começa a ser negociado na Bolsa de Valores de São Paulo
KISU11 começa a ser negociado na Bolsa de Valores de São Paulo

Começa nesta sexta-feira (15) a negociação na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) do Kilima Fundo de Investimento em Cotas de Fundos Imobiliários SUNO 30 (KISU11).

O FII KISU11 é um Fundo de Fundos da Kilima Asset que replica o índice SUNO 30, por licenciamento.

O fundo investe em cotas de fundos imobiliários que compõem o índice SUNO 30, da SUNO Research.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

“O índice SUNO 30 FII é um índice diferenciado, que traz o melhor em termos de construções de índices que existem no exterior, traduzido para o mercado brasileiro”, explicou Eduardo Levy, diretor da Kilima Gestão de Recursos.

“No caso do KISU11, estamos falando de um fundo passivo, mas com gestão ativa. Ou seja, é um fundo que acompanha o índice SUNO 30, mas que tem características para gerar alfa. Por exemplo, o fundo teve uma performance melhor do que o SUNO 30, que por sua vez teve uma performance melhor do que o IFIX“.

Segundo Levy, o KISU11 “tem condições de gerar ganhos excedentes para seu cotista”.

“O nosso é um fundo bem montado, mais transparente, melhor representativo do mercado brasileiro e com uma gestão mais eficiente”, salientou o gestor.

Conheça o KISU11

O KISU11 é um fundo de investimento imobiliário (FII), constituído sob a forma de condomínio fechado, com prazo de duração indeterminado. Ele realizou a sua primeira oferta de distribuição pública com liquidação no dia 8 de outubro de 2020, captando R$ 76,329 milhões em 763,2 mil cotas.

“Desde outubro, o KISU11 teve uma valorização contábil significativa, já que ainda não podia ser negociado em Bolsa. Algo que permitiu que todos os custos da operação fossem cobertos pela valorização da cota”, explicou Levy, “Lembrando que a distribuição do último dividendo no dia 12 de janeiro foi muito elevada: R$ 1,05. Somando os dois dividendos já distribuídos desde sua criação, o fundo rendeu ao seu cotista um dividend yield anualizado de 7,8% a 7,9%, muito acima do mercado, que atualmente opera na casa de 6,0%-6,3%”.

Desde o início de novembro, o SUNO 30 FII valorizou 4,44%, contra 3,74% do IFIX e 0,31% do CDI. Houve a distribuição de R$ 0,246299 de rendimentos em novembro e de R$ 1,0527 referentes a dezembro.

Valorização do KISU11
Valorização do KISU11

A taxa de administração é de 0,65% ao ano e não há taxa de performance.

Conheça o SUNO 30

O SUNO 30 foi lançado pela Suno em 2020, e é composto por 30 fundos imobiliários distribuídos entre os segmentos do “tipo tijolo” – que investem em imóveis físicos – e FIIs do “tipo papel”, que investem em investimentos de renda fixa do setor imobiliário.

Outros critérios para a inclusão dos FII no índice SUNO 30 são:

  • Pelo menos um pagamento de proventos ao longo dos últimos doze meses.
  • Fazer parte da composição do IFIX.
  • Não ser um Fundo de Fundos (FoF).
  • O Fundo deve possuir mais que um ativo.

O objetivo do índice SUNO 30 é servir como como benchmark para monitorar o desempenho dos fundos imobiliários listados na B3.

Os fundos que compõem o SUNO30 são os 30 que se encaixam nos critérios claros e transparentes pré-estabelecidos na criação do índice e sofrem revisões de 4 em 4 meses. Esses fundos permanecem ou entram/saem da carteira conforme o desempenho. Esses critérios possibilitam ao SUNO30 condições de criar resultados melhores que o IFIX e outros índices criados com base no IFIX.

Alocação do FII KISU11

O rebalancemento trimestral do KISU11 provocou ajustes na carteira do FII KISU11 no final de dezembro e ele chega à B3 com as principais posições em RECR15, IRDM11, VRTA11, MALL11 e HGRU11.

Veja a composição atualizada do Kilima FIC FII SUNO 30.

Alocação FII KISU11
Alocação FII KISU11

Com as posições acima, o fundo está com 35% de fundos de papel, 21,97% em galpões logísticos, 16,45% de shopping, 9,4% em lajes corporativas, 5,89% em agências bancárias/varejo, 3,45% em educação e 1,57% em renda fixa.

Na Suno, a área responsável pelos assuntos ligados ao KISU11 é a área de índices, sob gestão do Leonardo Maranhão.

Carlo Cauti

Compartilhe sua opinião