AGENDA

Kepler Weber (KEPL3) investirá R$ 22 mi em modernização

Kepler Weber (KEPL3) investirá R$ 22 mi em modernização
Kepler Weber. Foto: Reprodução Facebook

A Kepler Weber (KEPL3), empresa de soluções pós-colheita para armazenagem de grãos e movimentação de granéis em portos, anunciou nesta quinta-feira (13) investimento de R$ 22 milhões.

Em nota, a Kepler Weber diz que a maior parte dos recursos será destinada especificamente para a modernização das fábricas e para “aprimorar o posicionamento da empresa em Governança Ambiental, Social e Corporativa (ESG)”.

“Estamos em um momento muito especial da história da empresa, com cenário positivo para os negócios”, disse o CEO da empresa, Piero Abbondi.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

“Fizemos um bom dever de casa até aqui e esta é a hora de olhar para o futuro, colocando em prática os projetos que vão garantir eficiência no longo prazo.” Quanto da divulgação dos resultados do primeiro trimestre, a empresa já havia anunciado outros R$ 12 milhões em investimento. A Kepler Weber tem duas unidades industriais no Brasil, uma em Campo Grande (MS) e outra em Panambi (RS).

Com os R$ 12 milhões anunciados no primeiro trimestre, segundo o balanço da companhia, a empresa atinge R$ 34 milhões em investimentos.

Segundo a empresa, o maior volume, de janeiro a março, foi destinado para a planta de Campo Grande, com a implantação de três novos equipamentos.

“Estas novas máquinas representam um aumento de 30% na capacidade de produção, o que nos permitiu, inclusive, internalizar a fabricação de algumas peças que eram terceirizadas”, explica Fabiano Schneider, gerente industrial e de inovação da Kepler Weber.

Kepler Weber quase dobra lucro no 1T21 com macro favorável

A Kepler Weber lucrou R$ 17,2 milhões no primeiro trimestre de 2021, uma alta de 96,7% ante os R$ 8,7 milhões registrados no mesmo período do ano passado.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 32,9 milhões, 88,1% superior ao obtido em igual intervalo de 2019. O desempenho foi reflexo da melhora do nível de atividade e da estratégia de recomposição de preços, alinhados à gestão de custos e despesas, disse a Kepler Weber.

A receita líquida da companhia atingiu R$ 236,2 milhões no primeiro trimestre, 85,3% acima do apurado em igual período de 2020. A margem líquida atingiu 7,3%, aumento de 0,4 ponto porcentual na comparação ano a ano.

A receita operacional líquida para a linha somou R$ 170,7 milhões, uma elevação de 119,9% em relação ao primeiro trimestre de 2020. O resultado foi atribuído à carteira de pedidos construída no segundo semestre do ano passado e às condições macroeconômicas, conforme informou a Kepler Weber em documento.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!