JBS (JBSS3) teve resultados fortes e bem acima do consenso, dizem analistas; ações disparam no Ibovespa

Em relatórios mais recentes sobre a JBS (JBSS3), analistas avaliaram que o resultado do primeiro trimestre de 2024 (1T24) da companhia vieram fortes e bem acima do consenso de mercado. As ações da companhia operam em alta substancial nesta quarta-feira (15) no Ibovespa.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

No fechamento, os papéis JBSS3 subiam 8,11% no Ibovespa, cotadas a R$ 27,19.

Cotação JBSS3

Gráfico gerado em: 15/05/2024
1 Dia

No primeiro trimestre de 2024, a JBS (JBSS3), considerada a maior processadora de carnes do mundo, teve um lucro líquido de R$ 1,646 bilhão, revertendo o prejuízo de R$ 1,453 bilhão registrado no mesmo período de 2023 (1T23). A empresa diz que houve melhoras em muitos setores, embora o segmento de bovinos nos Estados Unidos ainda enfrente desafios.

Em relatório, a XP avaliou que a JBS reportou um trimestre sólido, com a maioria das controladas melhorando, com exceção da US Beef. Para o banco, a margem Ebitda de 7,2% foi melhor do que o esperado (ante consenso XP de 5,9%), com a surpresa positiva vindo de US Pork na tradução para o modelo IFRS.

“Seara e Pilgrim’s Pride também ficaram no lado positivo, enquanto a Austrália veio forte e em linha, e US Beef ficou negativa, mas melhor do que o esperado, e a JBS Brasil foi uma surpresa negativa. Com suas muitas partes móveis em uma perspectiva positiva e sem mais problemas operacionais, a velocidade de recuperação ainda não é empolgante, mas segura, o que é a principal razão para nossa recomendação de compra”, escreveram os analistas Leonardo Alencar e Pedro Fonseca.

BB Investimentos: evolução operacional em unidades de negócio foi destaque positivo

O BB Investimentos também pontuou que a JBS reportou fortes resultados no 1T24. Para a casa, a evolução operacional em quase todas as unidades de negócios – com destaque para Seara e USA Pork, a redução do consumo de caixa livre na comparação anual e a queda na alavancagem financeira foram os destaques positivos no resultado divulgado, que veio, inclusive, acima do consenso do mercado.

“As ações JBSS3 acumulam alta de quase 14% nos últimos 30 dias até ontem (14), com os investidores já precificando expectativas positivas para o resultado do 1T24, bem como perspectivas positivas para o restante do ano, com a companhia desfrutando da melhora do cenário de carne de frango e suína, bem como do ciclo pecuário favorável na América do Sul”, detalhou a analista Georgia Jorge.

“Apesar de o papel estar negociando próximo da sua máxima dos últimos 12 meses, consideramos que ainda há espaço a ser percorrido, diante do bom resultado reportado e as boas perspectivas. Nesse contexto, mantemos nossa recomendação de compra e preço-alvo para o final de 2024 em R$ 32,00”, completou Jorge.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Genial destaca margens sequencialmente maiores da JBS no 1T24

Também em relatório, a Genial Investimentos avaliou o resultado do 1T24 da JBS como forte, com margens sequencialmente maiores, superando as projeções da casa e expectativas do mercado.

“Atribuímos a melhora de margem nos segmentos da Seara e USA Pork como os dois maiores percursores para um resultado acima do consenso”, disseram os analistas Lucas Bonventi, Igor Guedes e Rafael Chamadoira.

Além disso, a Genial informou ter visto dinâmicas mais favoráveis do que nos trimestres passados na maioria dos segmentos da companhia, os quais reportaram boas margens e contribuíram para uma recuperação sequencial da rentabilidade no resultado consolidado, com destaque para a Seara.

“No entanto, como esperávamos, do lado negativo, seguimos com margens bastante pressionadas em JBS Beef North America, devido ao desafiador cenário de forte restrição na oferta de gado ainda se mostrar presente, e com potencial de perdurar até o final de 2025”, acrescenta a corretora.

Para os próximos exercícios, a casa projeta uma expansão gradual e sequencial de margens para todos os segmentos ex-JBS Beef North America. Em sua visão, a diversificação geográfica e por proteínas da companhia deve ajudar consideravelmente a compensar o cenário desafiador que a JBS Beef North America enfrenta.

“Acreditamos também, conforme já estamos comentando em alguns resultados, que a eventual aprovação do processo de dupla listagem das ações nos EUA pode ser um importante trigger de curto prazo para os papéis. Além disso, vemos este processo contribuindo para um destravamento de valor da companhia no médio e longo prazo. Em nossa visão, a dupla listagem deve ocorrer ao final do 2S24″, completa a Genial.

A corretora tem recomendação de ‘compra’ para as ações da JBS, com preço-alvo a R$ 30,00.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião