JBS (JBSS3) compra R$ 60 milhões em gado de abate

A JBS (JBSS3) gastou uma cifra de R$ 60,2 milhões para comprar gado de abate durante a primeira quinzena de abril, conforme comunicado pela companhia ainda nesta terça-feira (18).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

O gado comprado pela JBS foi da JBJ Agropecuária, uma empresa que possui relações com o frigorífico.

“A JBJ é controlada por integrante da família dos maiores acionistas indiretos da JBSS3, porém sem qualquer participação acionária na J&F Investimentos, holding controladora da JBS”, explica a empresa, em comunicado.

O valor da transação oscila conforme o números de animais abatidos e as condições de mercado.

O gado adquirido deve ter carne direcionada para as marcas premium da empresa, que possuem maior valor agregado, como a Swift Black e a 1953.

Cotação JBSS3

Gráfico gerado em: 19/04/2023
1 Ano

“A aquisição de gado da JBJ também é estratégica para suprir a demanda de abate de determinadas plantas da JBS, permitindo que essas unidades operem com maior estabilidade e segurança de abastecimento. O fornecimento de gado ocorre ao longo do ano, em todas as temporadas, observando as necessidades de abate das plantas em questão”, segue a JBS em comunicado.

Veja o último resultado trimestral da JBS

No dia 11 de maio a JBS divulgará seus resultados referentes ao primeiro trimestre de 2023.

Os resultados que dizem respeito ao quarto trimestre de 2022 foram divulgados no fim de março. A companhia reportou um lucro líquido de R$ 2,350 bilhões no período, resultado 63,7% menor do que o montante de R$ 6,473 bilhões do mesmo período do ano anterior.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/03/1420x240-Banner-Artigos-1-_-Banner-Materias-1_SNAG.png

No acumulado dos 12 meses, o recuo foi de 24,5%, saindo de R$ 20,486 bilhões em 2021 para R$ 15,457 bilhões em 2022.

O Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa no 4T22 foi de R$ 4,574 bilhões, queda de 65,2% ante o quarto trimestre de 2021, com margem de 4,9%.

No ano, a queda foi de 24,3% com um montante de R$ 34,568 bilhões em 2022, ante os R$ 45,662 bilhões do ano anterior.

Enquanto isso, receita líquida da JBS no 4T22 ficou em R$ 97,865 bilhões, queda de 4,5% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

No acumulado do ano a variação foi positiva, com avanço de 6,9%, saindo de R$ 350,695 bilhões em 2021 para R$ 374,851 bilhões em 2022.

“Além da compressão das margens no bovino nos Estados Unidos, a inflação em alta em importantes mercados vem enfraquecendo o consumo, provocando um desbalanceamento entre a oferta e a demanda. Ao mesmo tempo, enfrentamos uma persistente pressão nos custos de produção”, destaca Gilberto Tomazoni, CEO global da JBS.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Minicurso-FIIS.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião