IRB (IRBR3): reestruturação pode estar funcionando, diz Genial; ações sobem no Ibovespa com possibilidade de proventos em 2025

Em relatório após a divulgação do balanço do quarto trimestre do IRB (IRBR3), analistas da Genial Investimentos pontuaram que apesar do lucro da companhia ter ficado abaixo das projeções, isso sugere que o processo de reestruturação pode estar funcionando, o que deve trazer resultados futuros mais positivos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

No quarto trimestre de 2023, o lucro líquido do IRB foi de R$ 37,9 milhões, revertendo prejuízo líquido de R$ 38,8 milhões apurado no mesmo período do ano passado.

No acumulado do ano, o IRB teve um lucro líquido de R$ 114,2 milhões, ante prejuízo de R$ 630,3 milhões registrados no mesmo período de 2022.

“Apesar de o lucro ter ficado aquém das projeções, a empresa demonstra uma trajetória de melhoria da rentabilidade, sugerindo que o processo de reestruturação pode estar surtindo efeito e que possamos vislumbrar resultados mais positivos nos próximos trimestres”, escreveram os analistas Eduardo Nishio, Wagner Biondo e Felipe Oller, da Genial Investimentos.

A corretora estima um lucro de R$ 323 milhões para 2024, um pouco mais fraco que o lucro implícito projetado pelos créditos fiscais, mas espera que os anos seguintes fiquem um pouco acima dos valores implícitos usando a base de crédito tributário. “Assim, vemos que a empresa deve começar a melhorar gradualmente seus resultados e voltar a entregar uma rentabilidade em patamares mais atrativos no longo prazo“, segue.

No quarto trimestre, a empresa obteve resultado de underwriting positivo em R$ 105,1 milhões, ante resultado negativo de R$ 152,8 milhões no 4T22. Além disso, neste trimestre, o resultado de underwriting no Brasil foi positivo em R$ 254,4 milhões, ante R$ 26,4 milhões no 4T22.

No exterior, o resultado de subscrição foi negativo em R$ 149,3 milhões no quarto trimestre de 2023, frente a um resultado negativo de R$ 179,2 milhões no período de igual etapa em 2022. O prêmio emitido total do IRB ficou em R$ 1,575 bilhão no quarto trimestre de 2023, ante R$ 1,789 bilhão no 4T22.

Já o prêmio emitido no Brasil somou cerca de R$ 1,305 bilhão no período, um incremento de 4,9% na comparação com o mesmo período de 2022, “em linha com a estratégia de foco no mercado local. Os segmentos Patrimonial e Vida impactaram positivamente o volume de prêmios emitidos”, informou o IRB.

O prêmio emitido no exterior foi de R$ 270,3 milhões no 4T23, com baixa de 50,4% na comparação com o 4T22.

Para o ano de 2024, a Genial espera uma leve retomada dos prêmios emitidos, refletindo a gradual recuperação do crescimento da empresa. “Além disso, acreditamos que a manutenção da qualidade da carteira e critérios mais rigorosos na emissão de novos prêmios continuarão a contribuir para a redução do índice de sinistralidade, atingindo 70% a/a”, escrevem os analistas.

“Antecipamos também uma possível redução da volatilidade no resultado financeiro, à medida que as posições cambiais migrem para CDI, diminuindo a exposição aos riscos no exterior”, completam.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Outros resultados de IRB Brasil

No quarto trimestre, o sinistro retido total foi de R$ 591,2 milhões, queda de 55,6% em relação ao mesmo período de 2022, enquanto o índice de sinistralidade caiu 38,6 pontos percentuais (p.p) na base anual, para 55,2%.

O índice combinado do IRB Brasil, que inclui sinistralidade, comissionamento e demais despesas, foi de 103,9% no 4T23, queda de 14,4 pontos percentuais na base anual.

No 4T23, o caixa gerado pelas operações totalizou R$ 256 milhões, comparado a uma geração de caixa de R$ 220 milhões no 4T22. “O consumo de caixa nesse trimestre deu-se, principalmente, pelo maior recebimento de prêmios sazonal que ocorreu no quarto trimestre do ano”, destacou o IRB.

Já o resultado financeiro e patrimonial do IRB fechou o quarto trimestre positivo em R$ 124,6 milhões, queda de 18,6% em relação ao 4T22, “impactado pelo resultado patrimonial, afetado no 4T22, pela venda da participação no CasaShopping, que resultou em ganho patrimonial de R$ 52,9 milhões”, explicou.

IRB elege novo diretor vice-presidente financeiro; confira

Em fato relevante divulgado na manhã desta segunda-feira (1), o IRB informou que nomeou, de forma transitória, Marcos Pessoa de Queiroz Falcão – atual diretor-presidente e diretor de relações com investidores da companhia – para o cargo de diretor vice-presidente financeiro.

Segundo o IRB, Falcão tomará posse em 2 de abril no cargo para o qual foi eleito, substituindo Rodrigo de Souza Lobo Botti, que permanecerá na companhia, no cargo estatutário de vice-presidente de inovação e tecnologia.

O IRB pode pagar dividendos a seus acionista em 2025, afirmou o presidente da resseguradora. Essa declaração – condicionada, segundo o executivo, ao fim do período de prejuízos da companhia em 2024 – também ajudou o IRB a encerrar a sessão desta segunda (1º) no Ibovespa entre as maiores altas, ao subir 2,44%, a R$ 38,26.

Desempenho das ações do IRB

Cotação IRBR3

Gráfico gerado em: 01/04/2024
5 Dias

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião