Iochpe-Maxion (MYPK3) tem lucro líquido de R$ 51,5 mi no 1T21

Iochpe-Maxion (MYPK3) tem lucro líquido de R$ 51,5 mi no 1T21
Iochpe-Maxion. Foto: Reprodução Facebook

A produtora de componentes automotivos Iochpe-Maxion (MYPK3) apresentou um lucro líquido de R$ 51,5 milhões no primeiro trimestre de 2021, mais de 5 vezes superior ao resultado do mesmo período do ano passado.

De acordo com a Iochpe-Maxion, “após três trimestres com resultados negativos, fortemente impactados pela pandemia, apresentamos um lucro líquido de R$ 51,5 milhões no 1T21, mais de 5 vezes superior ao resultado do 1T20. As medidas de reestruturação realizadas em 2020 começam a refletir de forma positiva nos resultados da Companhia”.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado de R$ 374,7 milhões, outro recorde trimestral da companhia, com uma margem de 12,0% e um aumento de 78,5% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A receita operacional líquida consolidada da companhia alcançou R$ 3,1 bilhões, um aumento de 40,8% com base anual.

“A receita operacional no 1T21 foi impactada de forma positiva por maiores vendas no Brasil,
América do Norte e Ásia, aumento de vendas nos segmentos de reposição e trailers na Europa, e
pela variação cambial (R$ 511,6 milhões)”.

Por sua vez, o resultado financeiro foi negativo em R$ 59,0 milhões, um aumento de 19,1% em relação
aos mesmos meses do ano passado.

Já os investimentos atingiram R$ 59,0 milhões, uma redução de 46,0% em relação ao 1T20
(R$ 110,1 milhões).

“Desconsiderando o efeito da variação cambial, a redução teria sido de 54,0% no 1T21. Os principais investimentos no período foram relacionados à saúde e segurança, manutenção, lançamento de novos produtos e melhoria da produtividade de unidades industriais da Companhia”.

Mercado automotivo global cresce no 1T21

Em documento da empresa, o CEO ainda revela que o mercado automotivo global (excluindo China), segundo a IHS, apresentou um leve crescimento de 0,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior, após uma redução relevante de mais de 20% em todo o ano de 2020.

“Cabe destacar o crescimento mais acelerado da demanda por caminhões, o que contribuiu de forma positiva para os resultados da Companhia nas Américas e Ásia. Na Europa observamos um aumento de vendas para o segmento de trailers e para o mercado de reposição”, disse o CEO da Iochpe-Maxion em nota.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião