DIVIDENDOS

Indústrias Romi (ROMI3) pagará R$ 26,4 mi em JCP e dividendos

Indústrias Romi (ROMI3) pagará R$ 26,4 mi em JCP e dividendos
Industrias Romi (divulgação)

A Indústrias Romi (ROMI3) divulgou, nesta terça-feira (14), que fará a distribuição de R$ 16.866.802,06 em dividendos, e de R$ 9.533.409,86 em juros sobre capital próprio (JCP).

O valor total a ser distribuído como dividendos da Indústrias Romi corresponde a R$ 0,23 por ação da companhia.

O pagamento acontecerá no dia 28 de outubro deste ano, mas apenas os investidores com ações da Indústrias Romi ao final do pregão do dia 20 de setembro terão direito de receber os proventos.

Já o valor total dos JCP equivale a R$ 0,13 por ação da Indústrias Romi e será pago até o final do exercício social de 2022. O valor dos JCP terá retenção do imposto de renda na fonte, com alíquota de 15%, resultando em aproximadamente R$ 0,1105 por ação.

Os investidores com direito a receber os JCP são os que terão ações da companhia ao final do pregão de 20 de setembro.

A partir do dia 21 de setembro, as ações da companhia serão negociadas “ex-JCP” e “ex-dividendos”.

Em documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia destaca que esses proventos serão imputados aos dividendos obrigatórios do exercício de 2021.

A cotação da Indústrias Romi (ROMI3) ficpu em R$ 21,93 ao final da sessão de hoje, após uma valorização de 0,71. No ano, o papel acumula alta de 38,45%, após o fechamento a R$ 15,45 ao final de dezembro de 2020.

Veja também:

Indústrias Romi anota lucro líquido de R$ 20,7 mi no 1T21

A Indústrias Romi apurou um lucro líquido de R$ 20,7 milhões no primeiro trimestre desse ano, o equivalente a uma queda de 49,2% em relação aos mesmos meses de 2020.

No entanto, de acordo com a empresa, o lucro líquido ajustado registrou um aumento de 325,7% em comparação com o mesmo trimestre do ano passado. A receita operacional líquida da Indústrias Romi atingiu R$ 222,6 milhões, um aumento de 34,2% em relação ao primeiro trimestre de 2020.

“Com o maior volume de faturamento e o controle efetivo de custos e despesas, o EBITDA ajustado do 1T21 apresentou crescimento de 149,0% em relação ao 1T20”. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da Indústrias Romi foi de R$ 35,4.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se