Incerteza da economia chega ao menor índice em sete meses

Incerteza da economia chega ao menor índice em sete meses
Déficit primário poderá ser de R$ 601,2 bilhões em 2020

Segundo o Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br), pesquisa feita pela Faculdade Getúlio Vargas (FGV), foi apontado que em outubro o índice de incerteza chegou a 110,3 pontos. Recuando 11,2 pontos em relação aos 121,5 pontos apresentados em setembro.

O número do mês de outubro representa o mais baixo valor referente a incerteza da economia desde março deste ano.

A pesquisadora da FGV, Raíra Marotta, comentou sobre:

“A incerteza atingiu seu menor valor em sete meses. Contudo, permanece em um patamar elevado. Neste mês, as pesquisas eleitorais que apontavam para a vitória do candidato Jair Bolsonaro contribuíram para a queda do indicador, uma vez que sua equipe econômica se mostra comprometida em conduzir um ajuste fiscal e políticas pró-mercado. O foco no pleito eleitoral fez com que o noticiário e o mercado financeiro no Brasil se descolassem do cenário externo, o que permitiu uma forte valorização do Ibovespa e do real durante o período de coleta deste indicador”.

Ainda sobre IIE-Br de outubro, os componentes que apresentaram quedas o resultado se deve, principalmente, ao componente mídia, com baixa de 10,5 pontos.

Contudo, foi apontado que a baixa na incerteza da economia só se concretizará no médio prazo se o capitão reformado leva à frente reformulações ficais e proporcionar, principalmente, a retomada do crescimento na economia.

Mateus Vasconcellos

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se