IFIX cai pela 3ª vez seguida; KNCR11 fica entre as maiores altas

O IFIX, índice de fundos imobiliários da Bolsa de Valores Brasileira (B3), terminou a sessão de baixa de 0,04%, aos 2.823 pontos. O FII KNCR11 ficou entre os destaques positivos do dia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-3.png

A cotação do IFIX abriu o pregão em alta, mas passou a operar majoritariamente em baixa durante o restante o dia, terminando a sessão na 3ª queda diária seguida. A máxima do dia foi de 2.829 pontos, enquanto a mínima alcançada foi de 2.821 pontos.

A performance do IFIX encerrou o dia em linha com o mercado ações – o Ibovespa terminou o pregão de hoje em queda de 1,52%.

Um dos fundos imobiliários que se destacaram de forma positiva na sessão de hoje foi o Rio Bravo Renda Corporativa (RCRB11), com alta de 2,98%, ocupando primeira posição das maiores valorizações do dia. O segundo colocado foi o Guardian Logística Única (GALG11), que caiu 1,27%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Planilha-controle-de-gastos.png

Na ponta negativa a principal queda foi do FII Tordesilhas EI (TORD11), com desvalorização de 2,80%. Na segunda colocação ficou o Santander Renda de Aluguéis (SARE11), com queda de 2,53%.

O desempenho do IFIX no mês está em alta de 0,08%, após valorização nos últimos 3 meses.

Veja quais foram os fundos imobiliários com maiores altas e baixas na sessão de hoje (7):

Maiores altas do IFIX

  • RCRB11: +2,98%
  • GALG11: +1,27%
  • MFII11: +1,08%
  • KNCR11: +1,03%
  • VCJR11: +0,82%

Maiores baixas do IFIX

  • TORD11: -2,80%
  • SARE11: -2,53%
  • BLMG11: -2,21%
  • RBRL11: -1,89%
  • CARE11: -1,63%

O valor do IFIX mede o desempenho médio dos principais fundos imobiliários listados na Bolsa de Valores Brasileira (B3).

Fundos imobiliários que pagaram dividendos hoje (8)

Quinze FIIs distribuíram dividendos hoje (8), dos quais seis fazem parte da carteira teórica do IFIX. Veja quais são esses fundos imobiliários e o valor por cota pago em rendimentos:

  • TG Ativo Real (TGAR11): R$ 1,53
  • GGR Covepi Renda (GGRC11): R$ 0,93
  • Votorantim Logística (VTLT11): R$ 0,83
  • Autonomy Edifícios Corporativos (AIEC11): R$ 0,72
  • Pátria Logística (PATL11): R$ 0,58
  • Quasar (QAGR11): R$ 0,40

AFHI11 levanta R$ 53 milhões em sua segunda emissão de cotas

O fundo imobiliário AF Invest CRI (AFHI11) divulgou o levantamento de R$ 53 milhões captados em sua segunda emissão de cotas da carteira. A oferta do fundo não teve custos aos investidores na subscrição de cotas.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

A emissão do AFHI11 terminou no final do mês de maio. Os custos da emissão e a taxa de distribuição foram bancadas pela própria gestora, a AF Invest. O fato relevante divulgado pelo fundo explica que “os custos de distribuição não serão arcados pelo fundo e/ou pelos cotistas subscritores das novas cotas, mas sim serão pagos direta e exclusivamente pela gestora”.

Apesar disso, o FII AFHI11 conseguiu captar apenas 75,7% da meta máxima da oferta, levantando R$ 53 milhões dos R$ 70 milhões do objetivo final. Conforme apontam analistas, geralmente as despesas de uma emissão ficam entre 3% a 4% do montante captado pelo fundo.

O fundo imobiliário AF Invest CRI foi um dos que performaram de forma negativa hoje (8), puxando o IFIX para baixo.

O fundo AFHI11 tem como objetivo investir em certificados de recebíveis imobiliários (CRI). Desse modo, 73% dos títulos da carteira tem indexação ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e 27% em taxa do CDI (certificado de depósito interbancário). O fundo tem um patrimônio líquido de R$ 172 milhões. O AFHI faz parte da carteira teórica do IFIX, com participação de 0,24%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Redação Suno Notícias

Compartilhe sua opinião