Semana do ESG

IFIX sobe 0,12% na semana, com KNIP11 e XPPR11 entre as maiores quedas

IFIX sobe 0,12% na semana, com KNIP11 e XPPR11 entre as maiores quedas
IFIX cotação. Foto: PIxabay

O IFIX, principal índice de fundos imobiliários da bolsa de valores brasileira (B3), encerrou o pregão de hoje (5) em alta de 0,22%, aos 2.817 pontos, registrando sua segunda valorização diária seguida. O IFIX teve um desempenho semanal positivo de 0,12%. No mês, o índice também acumula uma valorização de 0,12%.

A cotação do IFIX nesta sexta atingiu sua máxima aos 2.818 pontos, enquanto a mínima foi de 2.811 pontos, mesma pontuação de abertura. Um dos destaques de alta foi o fundo imobiliário HSI Logística (HSLG11), com uma valorização de 3,45%, liderando os ganhos da sessão.

Em seguida, brilhou o Kilima FIC de FII SUNO 30 (KISU11), com uma alta de 3,18%. Já o fundo imobiliário Mauá Capital Hedge Fund (MCHF11) teve uma valorização de 1,78%.

A alta no valor do IFIX foi impulsionada pelos ganhos do fundo imobiliário Kinea Renda Imobiliária (KNRI11), que subiu 0,40%. Este é um dos FIIs mais relevantes no percentual de composição do índice, assim como o Kinea Índice de Preços (KNIP11), que caiu 0,78% e puxou a cotação do índice para baixo.

Na ponta negativa do IFIX hoje, se destacou o fundo HSI Ativos Financeiros (HSAF11), com uma queda de 2,68%. Além disso, o FII Vinci Offices (VINO11) recuou 1,28%, enquanto o Campus Faria Lima (FCFL11) teve baixa de 0,87%.

Maiores altas do IFIX

Os 5 primeiros colocados entre as altas da sessão foram:

  • HSLG11: +3,45%
  • KISU11: +3,18%
  • MCHF11: +2,97%
  • RBVA11: +1,91%
  • BBPO11: +1,87%

Maiores baixas do IFIX

Enquanto isso, as 5 maiores desvalorizações do dia foram:

  • HSAF11: -2,68%
  • VINO11: -1,28%
  • FCFL11: -0,87%
  • MGFF11: -0,84%
  • KNIP11: -0,79%

IFIX termina semana em alta de 0,12%; Veja os principais destaques

A máxima desta semana foi de 2.818 pontos e a mínima, de 2.801 pontos. O principal destaque positivo do período foi o fundo RBR Properties (RBRP11), com ganhos semanais de 7,14%. O KNRI11 apresentou alta de 2,44%, puxando o IFIX para cima, mas o KNIP11, fundo com maior peso no índice, apresentou queda de 4,42%.

A maior queda do IFIX na semana foi justamente o fundo imobiliário Kinea Índice de Preços (KNIP11), enquanto o segundo colocado foi FII XP Properties (XPPR11), que acumulou baixa de 3,88% no período.

Maiores altas da semana

  • RBRP11: +7,14%
  • MCHF11: +5,21%
  • RECT11: +4,42%
  • BTAL11: +3,99%
  • HGRE11: +3,23%

Maiores baixas da semana

  • KNIP11: -4,42%
  • XPPR11: -3,88%
  • URPR11: -3,84%
  • VCJR11: -2,95%
  • ARRI11: -2,85%

RECT11 distribui R$ 4,29 milhões em dividendos no mês de julho, equivalentes a R$ 0,5018 por cota

Além do IFIX, um dos destaques do mercado imobiliário hoje (5) foi a divulgação de resultados de julho do fundo RECT11, por meio do anúncio de seu relatório gerencial.

O FII RECT11 apresentou um lucro líquido de R$ 2,2 milhões em julho, conforme o regime de competência, enquanto no regime de caixa esse montante foi de R$ 4,2 milhões.

O valor distribuído em rendimentos foi de quase R$ 4,29 milhões no último mês, correspondente a R$ 0,5018 por cota.

Os dividendos do RECT11 serão pagos no próximo dia 12 de agosto, e o valor distribuído se mantém o mesmo pela sexta vez consecutiva.

O fundo RECT11 também faz parte da composição do IFIX, com uma participação de 0,477% da carteira teórica do índice.

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO