Proventos bilionários

IFIX fecha em forte alta, mas recua 1,29% em fevereiro; taxa de vacância do RECT11 diminui com novas locações

IFIX fecha em forte alta, mas recua 1,29% em fevereiro; taxa de vacância do RECT11 diminui com novas locações
Fundos imobiliários - Foto: Pixabay

O IFIX, principal Índice de Fundos Imobiliários da Bolsa, terminou a sessão desta sexta-feira (25) com alta de 1,16%, aos 2.741,15 pontos.

Trata-se de um forte aumento na cotação do IFIX, mas não foi suficiente para reverter as perdas acumuladas da semana e menos ainda do mês. De segunda (21) até sexta, o índice perdeu 0,38% de valor.

Em fevereiro, a queda da carteira teórica de fundos imobiliários somou 1,29%, equivalente a 85,48 pontos.

No noticiário do dia, os investidores acompanharam a divulgação do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referente ao mês de fevereiro. O avanço do índice de inflação foi de 1,83%, após alta de 1,82% registrada em janeiro.

Na contramão da forte alta do mês, a inflação medida pelo IGP-M, acumulada de 12 meses, desacelerou de 16,91% para 16,12%.

As principais movimentações do IFIX hoje foram dos FIIs VILG11 e FIIB11, nas maiores altas, e dos fundos AIEC11 e SNFF11, como piores baixas.

RECT11: Vacância do fundo diminui para 15,1% com novas locações

O FII REC Renda Imobiliária (RECT11) movimentou seu portfólio da carteira nos últimos dias, mostram três fatos relevantes publicados pelo fundo recentemente.

O primeiro movimento foi a assinatura de um contrato de locação com a Abdala Whitaker Arquitetos, para locar uma sala no Condomínio Edifício Parque Ana Costa, localizado na Cidade de Santos, Estado de São Paulo. A área alugada pelo RECT11 tem 122,26 m² e o contrato prevê 60 meses de locação.

Mais contratos de locação foram firmados pelo REC Renda Imobiliária para locar todo o 18º andar da Torre Norte do Edifício Canopus, em Barueri (SP), para mais de uma pessoa física. A área alugada corresponde a 1.137,22 m², também pelo prazo de 60 meses.

Após as locações, a taxa de vacância do portfólio do RECT11 caiu de 16,4% para 15,1%.

Mas pode aumentar novamente porque a Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL) manifestou interesse de desocupar o conjunto 132 do condomínio Edifício Parque Ana Costa, em Santos (SP). O imóvel ocupado pela empresa tem 413,80 m² e vai representar um aumento de 0,4% na taxa de vacância, se concretizado.

“Caso ocorra [a desocupação do imóvel pela CPFL], a locatária deverá respeitar o período de aviso prévio e multa, conforme previsto no contrato de locação”, indica o RECT11 em fato relevante.

FIIs que pagaram dividendos hoje

Os investidores também devem ficar de olho nos pagamentos de dividendos do dia. Confira quais foram:

Veja também as maiores altas e baixas do dia:

Maiores altas do IFIX

VILG11: +4,29% / R$ 102,45
FIIB11: +2,99% / R$ 461,89
BCFF11: +2,71% / R$ 68,20
HGRE11: +2,62%/ R$ 130,28
VISC11: +2,54% / R$ 99,99

Maiores baixas do IFIX

AIEC11: -2,27%/ R$ 77,21
SNFF11: -2,01% / R$ 84,74
AFHI11: -1,26% / R$ 96,74
MGFF11: -1,11% / R$ 62,30
BTCR11: -0,71%/ R$ 92,32

O que é o IFIX

O IFIX é um indicador criado pela Bolsa de Valores de São Paulo (B3) e tem como objetivo a medição da performance de uma carteira composta por cotas de Fundos Imobiliários.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO