Ibovespa hoje passa a subir, ações da Vale (VALE3) retomam alta e da Petrobras (PETR4) sobem em dia de dividendos

O Ibovespa abriu a sessão desta segunda-feira (20) em queda leve. Já por volta das 11h30, o índice reverteu o sinal e subia 0,26%, aos 128.483 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-3.png

O índice da bolsa de valores refletia a virada de Vale (VALE3) ao longo da primeira hora de negociações (às 11h03 as ações caía 0,24%). Às 11h30, ações VALE3 avançavam 0,28%, em dia de alta do minério de ferro.

O preço do barril de petróleo enfrenta quedas superiores a 0,50%, enquanto que as ações da Petrobras (PETR4) sobem 0,28% no IBOV. Ainda hoje, acionistas de PETR4 e PETR3 recebem os dividendos ordinários e extraordinários dos resultados referentes a 2023.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Cenário brasileiro e internacional impactam Índice Ibovespa

Nesta manhã, o boletim Focus indicou as projeções do mercado com estimativas de alta da inflação para este ano, assim como da taxa Selic e para a cotação do dólar. Na análise de PIB, o indicado é de queda em relação à pesquisa anterior.

No cenário político internacional, o noticiário acompanha mais informações sobre a morte do presidente do Irã, Ebrahim Raisi. O representante e sua comitiva estavam em um helicóptero sobrevoando a região sul do país quando tiveram que fazer um pouso forçado.

Nos EUA, investidores aguardam também a divulgação da última ata da reunião de política monetária do Federal Reserve, que sai na próxima quarta-feira (22).

Maiores altas e baixas do Ibovespa

Nesta manhã, algumas empresas se destacam entre as maiores altas e baixas do Índice Ibovespa. São elas:

Bolsas asiáticas e europeias

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira, com as chinesas ampliando ganhos ainda em reação a uma série de medidas anunciadas por Pequim para reavivar o setor imobiliário.

Na China continental, o índice Xangai Composto subiu 0,54%, a 3.171,15 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,47%, a 1.793,98 pontos.

No fim da semana passada, o governo chinês anunciou um plano de recuperação do mercado imobiliário, que há anos enfrenta uma série crise.

Hoje, o banco central chinês (PBoC) deixou suas principais taxas de juros – as chamadas LPRs – inalteradas por mais um mês. A LPR de 5 anos é a taxa de referência para hipotecas.

Já em Tóquio, o Nikkei teve alta de 0,73%, a 39.069,68 pontos, com ganhos liderados por ações de bancos e energia, à medida que o juro do título do governo japonês (JGB) de 10 anos atingiu 0,975% durante a madrugada, o maior nível desde maio de 2013.

As bolsas europeias operam majoritariamente em leve alta na manhã desta segunda-feira, retomando o tom positivo que predominou durante a maior parte da semana passada, em meio a ganhos de ações de mineradoras e de petrolíferas.

Por volta das 6h40 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 tinha modesta alta de 0,19%, a 523,91 pontos. Apenas o subíndice de mineração avançava 0,71%, enquanto o de petróleo e gás subia 0,62%.

Em dia sem indicadores na Europa ou nos EUA, investidores estão atentos a comentários de dirigentes de grandes bancos centrais, em busca de sinais da trajetória dos juros básicos.

Dólar hoje

O dólar abre o mercado nesta segunda-feira (20) junto ao Ibovespa com foco na ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed), e após a pesquisa Focus do Banco Central elevar as projeções para a taxa Selic.

Na agenda do dia, estão previstos nos Estados Unidos discursos de três dirigentes do Fed: Raphael Bostic, de Atlanta (às 9h45 e às 20h); Michael Barr, vice-presidente de Supervisão (10h); Philip Jefferson, vice-presidente (11h30).

Com informações de Estadão Conteúdo.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Camila Paim

Compartilhe sua opinião