Ibovespa abre em alta com reforma administrativa, greve e resultados no radar

O Ibovespa opera em alta nesta terça-feira (19) com reforma administrativa, greve dos caminhoneiros, resultados das empresas e coronavírus no radar.

Por volta das 10h30, o Ibovespa variava positivamente 0,38%, alcançando 115.413,26 pontos. O mercado está atento a fala do presidente da República sobre passar a noite (de terça para quarta) estudando a reforma administrativa.

Além disso, outros assuntos que movimentam o mercado: greve dos caminhoneiros não bloqueará as rodovias, número de vítimas pelo coronavírus sobe para 2 mil pessoas e alguns balanços das empresas foram divulgados nesta quarta.

Reforma administrativa

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou na última terça-feira (18) que vai estudar a reforma administrativa a “noite toda de hoje”. O texto chegou em suas mãos pela manhã, durante a reunião ministerial no Palácio da Alvorada.

Bolsonaro: vou estudar a reforma administrativa a noite toda hoje

De acordo com o ministro da Secretaria do Governo, Luiz Eduardo Ramos, a previsão da chegada do texto no Congresso é para a próxima quinta-feira (20). Após voltar à residência oficial, Bolsonaro falou rapidamente com os jornalistas: “Vou papirar hoje à noite. Vou estudar a noite toda hoje, peguei o consolidado agora”.

Greve dos caminhoneiros

O presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Walace Landim, informou, por meio de um vídeo publicado nas redes sociais, que a greve dos caminhoneiros não bloqueará as estradas.

Saiba Mais: Greve dos caminhoneiros: entidade orienta não bloquear estradas

associação manteve a paralisação, no entanto, sem fechar as rodovias. “Não carregue seu caminhão amanhã (quarta), a partir das 6 horas da manhã, fique em casa. Não estamos orientando fechar rodovia. Estamos orientando a mostrar nossa força, para mostrar que não aceitamos retrocesso”, disse Landim, conhecido como Chorão.

Coronavírus

O número de mortes provocadas pelo coronavírus  alcançou 2.004 na China. Outras 74.185 pessoas foram infectadas pelo vírus. Por outro lado, no mesmo período de tempo outras 14.376 mil pessoas receberam alta hospitalar na China.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Além dos óbitos no território da China continental, foram registradas outras quatro mortes fora do país asiático. A última foi registrada na França, onde um turista chinês de 80 anos da cidade de Hubei, epicentro da epidemia, faleceu em Paris. Essa foi a primeira morte provocada pelo vírus na Europa.

Resultados

Os investidores estão atentos aos resultados trimestrais e anual das empresas.

Saiba Mais: Agenda do Dia: IRB; Telefônica; Engie; Weg; Ecorodovias; EDP

IRB Brasil (IRBR3): O lucro líquido cresceu 44,7% em relação a 2018, passando de R$ 1,2 bilhão para R$ 1,7 bilhão em 2019.

Telefônica Brasil (VIVT4): registrou queda no lucro líquido contábil do quarto trimestre de 2019, de 14,3%, somando R$ 1,274 bilhão.

EDP Brasil (ENBR3) : apresentou lucro líquido acumulado de R$ 1,337 bilhão em 2019.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, terça-feira (19), o Ibovespa encerrou em queda de 0,29%, a 114.977,29 pontos.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião