Ibovespa pode chegar a 151 mil pontos em 2024? Genial estima alta de 16%; veja os motivos

Em novo relatório, a Genial Investimentos manteve sua pontuação-alvo para o Ibovespa em 151 mil pontos para 2024, o que representaria uma alta de 16,01% sobre a pontuação final desta quarta-feira (28), que foi de 130.155,43 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Segundo os analistas da Genial, essa pontuação-alvo corresponde a um desvio padrão superior a sua pontuação-alvo média, e que poderia ser justificada por um contexto equilibrado entre um cenário positivo e um negativo.

“Essa estimativa leva em consideração a expectativa de que a maioria das empresas listadas no Ibovespa estará na fase de recuperação do ciclo microeconômico, combinada com a previsão de uma redução da taxa Selic para abaixo de dois dígitos”, explicaram os especialistas da casa.

Já em relação a um contexto em que os potenciais riscos estão atenuados, ou seja, considerando um cenário mais otimista, a Genial estima que a pontuação do Ibovespa poderia alcançar os 165,5 mil pontos.

Para que essa pontuação mais otimista fosse viável, seria importante se ter um cenário de expansão dos resultados corporativos e de um “pouso suave da economia norte-americana”.

Por outro lado, a Genial Investimentos também estimou qual poderia ser o desempenho do Ibovespa em um cenário mais desfavorável, principalmente com uma “hard landing” da economia norte-americana ou com uma deterioração nas contas públicas brasileiras.

Nesse contexto, o principal índice de ações do Brasil poderia cair para aproximadamente 114,6 mil pontos, o que corresponderia a uma desvalorização de 11,95% sobre a cotação atual.

As ações do Ibovespa estão descontadas no Brasil?

Em seu novo relatório, a Genial destaca que os ativos brasileiros negociam com desconto quando comparados à sua média histórica, principalmente as companhias que contam com uma capitalização mais baixa.

A bolsa de valores brasileira está com uma performance aquém dos seus pares globais no ano. Além disso, nota-se pelo 2º mês seguido uma “fuga” do investidor estrangeiro, mas uma certa retomada do investidor institucional que, por sua vez, era o que mais vendia ativos em 2023.

“Neste cenário de recuperação do mercado, percebemos uma melhor assimetria para as empresas de menor capitalização, sugerindo oportunidades de investimento atraentes nesse segmento”, diz a Genial.

Atualmente, o Ibovespa negocia 8,1 vezes o P/L estimado para os próximos 12 meses, enquanto a sua média histórica é de 11 vezes, ou seja, o indicador atual mostra um desconto de 26% em relação à média.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião