IBGE : Produção industrial cai em 1/3 dos locais pesquisados em fevereiro

IBGE : Produção industrial cai em 1/3 dos locais pesquisados em fevereiro
Indústria. Foto: Pixabay

A produção industrial recuou em 10 dos 15 locais pesquisados na passagem de janeiro para fevereiro, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em São Paulo, maior parque industrial do País, houve uma queda de 1,3%.

Os demais recuos da produção industrial ocorreram no Ceará (-7,7%), Pará (-7,4%), Bahia (-5,8%), Região Nordeste (-2,6%), Paraná (-2,5%), Santa Catarina (-1,5%), Rio Grande do Sul (-1,1%), Pernambuco (-1,1%) e Amazonas (-0,9%).

Na direção oposta, houve avanços no Mato Grosso (7,3%), Espírito Santo (4,6%), Goiás (2,0%), Rio de Janeiro (1,9%) e Minas Gerais (0,5%). Na média global, a indústria nacional encolheu 0,7% em fevereiro ante janeiro.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Apesar de recuos, produção industrial do país avança na base anual

Apesar da piora no desempenho da indústria em diferentes regiões do país fevereiro ante janeiro, a produção industrial se mantém em patamar superior ao de fevereiro de 2020, no pré-pandemia, em sete dos 15 locais pesquisados.

Em fevereiro, a produção industrial nacional operava 2,8% acima do pré-pandemia. Em São Paulo, o maior parque fabril do País, a produção rodava 5,8% além do nível de fevereiro do ano passado.

Os demais locais com ganhos em relação ao pré-pandemia foram Santa Catarina (com nível de produção 11,3% superior ao de fevereiro de 2020), Minas Gerais (10,3%), Paraná (7,3%), Rio Grande do Sul (7,2%), Pernambuco (3,1%) e Ceará (2,9%).

Os oito locais ainda com perdas em fevereiro ante o patamar de fevereiro de 2020 foram Rio de Janeiro (-0,8%), Mato Grosso (-2,6%), Goiás (-4,8%), Amazonas (-6,0%), Nordeste (-6,1%), Pará (-6,5%), Espírito Santo (-10,3%) e Bahia (-17,6%).

Em janeiro, havia oito locais em que a produção industrial estava acima do patamar pré-pandemia. Em fevereiro, o Pará deixou o grupo que contabilizava ganhos, após uma queda de 7,4% na produção local ante janeiro, puxada pelas perdas na indústria extrativa, justificou Bernardo Almeida, gerente da pesquisa do IBGE.

(Com Estadão Conteúdo)

Vitor Azevedo

Compartilhe sua opinião