IBC-Br sobe 1,81% em 12 meses até abril e 1,63% no 1º tri ante mesmo período de 2023

A economia brasileira avançou 1,81% em 12 meses terminados em abril, conforme o Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br). Além do resultado acumulado positivo em 12 meses, o IBC-Br também registrou alta no trimestre encerrado em abril.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

Na série com ajuste sazonal, a alta do IBC-Br foi de 0,76% ante os três meses anteriores (novembro de 2023 a janeiro de 2024).

Na comparação com o mesmo período de 2023, o indicador subiu 1,63% no trimestre na série sem ajustes sazonais, informou o Banco Central.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Investindo-no-exterior.png

Previsões do BC para o IBC-Br

O Banco Central revisou nesta sexta-feira parte dos dados de seu IBC-Br na margem, na série com ajuste.

O porcentual de março foi modificado de -0,34% para -0,36%, o de fevereiro foi alterado de +0,34% para +0,36% e o de janeiro foi revisado de +0,51% para +0,60%.

No caso de dezembro, o indicador passou de +0,67 para +0,72%. O resultado de novembro foi alterado de +0,04% para +0,11%, enquanto o de outubro passou de -0,01% para -0,02%.

Conhecido como uma espécie de “prévia do BC” para o Produto Interno Bruto (PIB), o IBC-Br serve mais precisamente como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses. Atualmente, o BC prevê crescimento de 1,9% para o PIB deste ano, enquanto o governo projeta avanço de 2,5%.

Com Estadão Conteúdo

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno