Resultados do 2T22

Hermes Pardini (PARD3) vai usar drones para transporte de medicamentos

Hermes Pardini (PARD3) vai usar drones para transporte de medicamentos
Hermes Pardini (PARD3) vai usar drones para transporte de medicamentos

A Hermes Pardini (PARD3) informou ao mercado nesta quinta-feira (3) que o Grupo Pardini será o primeiro a testar o transporte de material biológico em drones.

“A pandemia acelerou o uso de drones para transporte e abriu várias oportunidades de inovação. Depois da Covid-19, a iniciativa tem se popularizado em diversos países e setores de mercado. A novidade é que as aeronaves serão implementadas, após a validação dos órgãos regulatórios, para transporte de materiais biológicos pelo país. A inovação é um marco para o setor de medicina diagnóstica no Brasil.”, informou o documento divulgado pela Hermes Pardini.

O grupo entra em uma parceria com a startup Speedbird Aero para o desenvolvimento da logística aérea não tripulada de amostras biológicas bem como para obter as liberações da ANAC, ANVISA, e de Vigilâncias Sanitárias Estaduais e Municipais.

Segundo a empresa, a expectativa é que na primeira quinzena de dezembro, os primeiros voos de demonstração sejam realizados. A Speedbird já possui a autorização da ANAC para atuar no transporte de entregas.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

A startup é a primeira empresa do Brasil e América Latina a utilizar drones para o transporte aéreo de produtos e medicamentos com capacidade de até 8kg. Desde janeiro de 2018 a Speedbird faz delivery com drones.

Veja Também: Hermes Pardini (PARD3) pagará R$ 17,7 milhões em JCP

Além disso, o vice-presidente do Grupo Pardini, Alessandro Ferreira, revelou que o objetivo é diminuir o tempo entre a coleta e o resultado dos exames, e que o uso da modalidade deve complementar os transportes tradicionais, e não substituí-los, além de contribuir com a redução de emissão de CO2.

“Nosso propósito de levar tecnologia em saúde para qualquer pessoa, onde quer que ela esteja, ganhou asas e, certamente essas aeronaves trarão ainda mais eficiência para a nossa operação logística”, afirmou o vice-presidente sobre a Hermes Pardini.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO