Grana na conta

Fernando Haddad deve substituir Lula na corrida eleitoral em cima do prazo do TSE

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o Partido dos Trabalhadores já tem em seus planos a data e local da substituição de Luiz Inácio Lula da Silva por Fernando Haddad em sua chapa. O jornal afirma que o anúncio ocorrerá no dia 11 de setembro em Curitiba, onde Lula está preso há quase cinco meses.

A decisão diz-se ter sido confirmada quando os dois petistas conversaram na segunda-feira, dia 3, dois dias depois do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) rejeitar o pedido de registro de candidatura de Lula, com base na Lei da Ficha Limpa. Ainda é possível recorrer, mas os ministros do Tribunal decidiram impedir que Lula fosse apresentado como candidato nas propagandas do PT.

Contrariando as expectativas de que a substituição ocorresse o quanto antes, ainda nesta semana, o partido entrou com recursos no Supremo Tribunal Federal e na Organização das Nações Unidas. A movimentação seria uma forma do partido sinalizar que não abandonou Lula, seu maior líder.

Aliados de Haddad preocupam-se, no entanto, com o atraso na troca da candidatura e seu possível efeito na transferência de votos. Segundo a pesquisa do Datafolha dos dias 20 e 21 de agosto, Lula teria 39% das intenções de voto, enquanto Fernando Haddad tem apenas 4% se a candidatura de Lula não for considerada.

O levantamento XP/Ipespe, por sua vez, apresenta a informação de que Haddad tem 13% das intenções de voto quando seu nome é ligado ao ex-presidente como seu indicado. Isso representa apenas 32% de transferência de votos de Lula para Haddad.

A Folha de S. Paulo informa ainda que o ato em Curitiba já está sendo convocado e convidando representantes do próprio PT e do PCdoB, de Manuela d’Ávila, que deve assumir a vice-candidatura de Haddad.

Daniel Quandt

Compartilhe sua opinião