Proventos bilionários

Goldman Sachs (GSGI34) lucra US$ 6,8 bilhões no 1T21, 81% acima do esperado

Goldman Sachs (GSGI34) lucra US$ 6,8 bilhões no 1T21, 81% acima do esperado
Goldman Sachs. Foto: Reprodução Facebook.

O Goldman Sachs (GSGI34) reportou um lucro líquido de US$ 6,84 bilhões no primeiro trimestre deste ano, avanço de 499% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o ganho foi de US$ 1,21 bilhão. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (14).

Na mesma comparação, o lucro por ação (LPA) saltou de US$ 3,11 para US$ 18,60, superando em 81% a previsão de analistas consultados pela FactSet, de US$ 10,22. Segundo a Goldman Sachs, o receita auferida entre janeiro e março deste ano foi a maior em toda a história.

O faturamento do banco teve expansão anual de 102% no último trimestre, a US$ 17,7 bilhões, também superando o consenso do mercado, de US$ 12,56 bilhões, demonstrando que o pior da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) do ponto de vista corporativo pode ter ficado para trás.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A receita da área de consumo e gestão de fortunas ficou em US$ 1,74 bilhão. Na parte de gestão de ativos, somou US$ 4,61 bilhões. O trading de ações contribuiu com um faturamento de US$ 3,69 bilhões.

Já a divisão de mercados globais teve uma receita de US$ 7,58 bilhões, enquanto o banco de investimento somou US$ 3,77 bilhões. A reversão de provisões do Goldman teve uma pequena contribuição nos resultados, na ordem de US$ 70 milhões, de forma distinta ao JP Morgan.

A cada três meses, as instituições financeiras abrem a temporada de balanços nos Estados Unidos e servem como uma referência para o mercado, tanto quanto ao sentimento dos investidores para as próximas semanas, como para o andamento dos índices.

Em um movimento de rotation, ou seja, mudança de direção do mercado e preferência dos investidores, os bancos apresentam um forte desempenho neste ano, com a “velha economia” em destaque. Enquanto o KBW Nasdaq Bank, índice que acompanha as ações dos maiores credores do país, sobe 25% neste ano, o S&P 500 avança cerca de 10%, o mesmo da Nasdaq.

As ações do Goldman Sachs abriram o pregão nos Estados Unidos com uma alta de 3,59%, negociadas a US$ 339,45, por volta das 11h20. No ano, o retorno é de quase 30%.

Com informações do Estadão Conteúdo. 

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO