AGENDA

Gol (GOLL4) compra 250 aeronaves elétricas do tipo eVTOL

Gol (GOLL4) compra 250 aeronaves elétricas do tipo eVTOL
eVTOL da Gol em parceria com a Avolon. Foto: site Avolon - Reprodução

De olho na evolução dos negócios em busca de “carros voadores”, a Gol (GOLL4) foi atrás da sua própria malha de aeronaves elétricas do tipo eVTOL. A companhia aérea assinou um protocolo de intenções com a Avolon para comprar ou arrendar 250 aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical, similares às da Embraer (EMBR3).

A previsão para o início das operações está para meados de 2025, informou a Gol em comunicado ao mercado desta terça-feira (21). A aérea acrescentou que sua controladora, o grupo Comporte, “está provendo os recursos requeridos para o investimento no projeto”.

De acordo com a Gol, a companhia utilizará sua expertise em aviação para desenvolver a malha aérea desses modelos utilizando as aeronaves VA-X4 eVTOL, disse citando o modelo criado pela empresa britânica Vertical Aerospace.

O VA-X4 pode transportar até quatro passageiros e um piloto, com alcance de 160 km (100 milhas) e velocidade máxima de 320 km/h (200 mph). “A aeronave eVTOL produz 100 vezes menos ruído do que um helicóptero e 30 vezes menos nos momentos de decolagem e pouso”, diz a Gol em nota.

Para a parceria, será feito um estudo de viabilidade, incluindo a certificação da aeronave e análise da infraestrutura necessária para operar esse modelo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), e outras autoridades aeronáuticas nacionais e internacionais.

“A Avolon espera concluir o processo de certificação do VA-X4 no Brasil até 2024, com a Gol iniciando voos comerciais com o eVTOL como parte de sua malha aérea em meados de 2025″, conclui comunicado.

Última cotação da Gol

Às 11:05, a cotação da Gol na bolsa de valores subia 3,39%, entre as maiores altas do Ibovespa no momento. As ações GOLL4 estavam sendo negociadas a R$ 19,40.

Nos últimos 12 meses, os papéis da Gol acumulam 6,82% de valorização, sendo negociados a R$ 29,03 na máxima e a R$ 15,35 na mínima.

Com informações de Estadão Conteúdo. 

Monique Lima

Compartilhe sua opinião