Salários podem aumentar quase 10x em carreiras de gestoras de Private Equity

Salários podem aumentar quase 10x em carreiras de gestoras de Private Equity
Maior parte da remuneração dos profissionais é variável, segundo estudo. Foto: Pixabay

Um estudo recente do Insper constatou que fundos de Private Equity oferecem uma remuneração para seus funcionários que pode aumentar em 800% ao longo da carreira, de ponta a ponta. Isso pois, na média, um analista ganha cerca de R$ 254 mil ao ano, e sócios possuem uma remuneração de R$ 2,3 milhões para sócios no mesmo período. A análise leva em conta a remuneração fixa e o bônus, sem contar o “carry”, valor que varia com o desempenho.

 

O estudo intitulado “Remuneração de profissionais de Private Equity no Brasil”, apresentado em webinar pela instituição, apresenta esses valores enquanto fatia fixa da remuneração, já que a parte variável dos ganhos, como os bônus, são a maior parte do montante.

“O que a gente observa é um crescimento muito grande do salário na medida em que a carreira avança. Ele praticamente dobra quando vai para associate. De associate para principal praticamente dobra, de novo, e de principal para sócio mais do que dobra”, comenta a professora Andrea Minardi, senior research fellow no Insper.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A parte volátil da remuneração representa 59% nos ganhos dos sócios, 62% para managing directors, 53% para diretores, 63% para principals e 52% para associates e analistas.

Quanto maior a gestora, maior a remuneração fixa e a remuneração bônus. Isso faz todo sentido pois a remuneração fixa e bônus vem da taxa de administração do fundo, que é um percentual que gira em torno de 2% do capital comprometido, que o fundo levanta”, acrescenta a professora.

O levantamento, feito pelo Insper em conjunto com a Heidrick & Struggles e Spectra Investimentos, demonstra uma predominância masculina no ambiente, com 13% de mulheres nos dados colhidos – parcela concentrada em cargos menores – e com um total de 15% de gestoras que não possuem nenhuma mulher na equipe.

As entrevistas para a realização do estudo foram feitas entre 2018 e 2020 com 25 gestoras de private equity nacionais e estrangeiras.

Quanto ganham os profissionais de Private Equity

  • Sócios: R$ 2,3 milhões
  • Managing diretor: R$ 1,8 milhão
  • Diretor: R$ 1,1 milhão
  • Principal: R$ 1 milhão
  • Associate: R$ 532 mil
  • Analista: R$ 254 mil

Fator Carry

O “carry” é um valor pago a cada profissional, a depender do seu desempenho. Cerca de 53% das gestoras aplicam um programa de “pontos de carry” que são utilizados para somar na remuneração do profissional.

Além disso, o restante da porcentagem inlcui uma política análoga, mas não reportou uma regra clara acerca do tema para o levantamento.

Em uma porcentagem maior – de praticamente 100% – há o “vesting de carry”, um prazo dado para o resgate dessa remuneração para cada profissional, variando de 3 a 10 anos, com tempo médio de 5,5 anos. A estratégia visa uma retenção de talentos dentro dos fundos de Private Equity.

 

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO