VISC11 fecha acordo para comprar participações em 7 shoppings por R$ 537,3 milhões; Veja quais

O fundo imobiliário VISC11 celebrou novos memorandos de entendimentos para a potencial compra de participações em 7 shoppings centers, pelo valor total de R$ 537,3 milhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Conforme comunicado nesta terça-feira (26), o acordo do FII VISC11 inclui as seguintes potenciais aquisições:

  • 35,0% do Shopping Estação, localizado em Curitiba – PR.
  • 5,0% do Plaza Sul Shopping, localizado em São Paulo – SP;
  • 10,0% do Shopping Villagio Caxias, localizado em Caxias do Sul – RS.
  • 15,0% do Carioca Shopping, localizado no Rio de Janeiro – RJ.
  • 15,0% do São Luís Shopping, localizado em São Luís – MA.
  • 10,0% do Bangu Shopping, localizado no Rio de Janeiro – RJ.
  • 20,0% do Madureira Shopping, localizado no Rio de Janeiro – RJ.

O preço total das potenciais aquisições do fundo VISC11 corresponde a um cap rate médio ponderado de 9,3%, cerca de 10,3% superior à média da carteira atualizada do FII. Esse valor foi calculado com base na projeção do NOI nos próximos 12 meses e no NOI Caixa de R$ 1.048 por metro quadrado.

O Vinci Shopping Center explica que a conclusão dessas novas compras ainda depende do cumprimento de condições precedentes geralmente associadas a esse tipo de acordo, o que inclui a conclusão de diligência dos ativos, não exercício de direito de preferência de coproprietários, e também a aprovação junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

VISC11 pode aumentar diversificação regional de sua carteira

Caso estas aquisições sejam concluídas, o portfólio do fundo imobiliário VISC11 vai passar a ter 30 shoppings centers, continuando como o FII que mais possui participações diretas de shoppings em sua carteira.

Além disso, se realmente forem concluídas, a carteira do fundo terá uma diversificação regional ainda maior, visto que 2 novos estados serão incluídos, totalizando 16 espalhados por todas as regiões do Brasil.

Além disso, uma nova administradora seria incluída no portfólio, a Allos (ALOS3), que é a principal da América Latina em seu ramo de atuação.

“A pluralidade de administradores de shoppings é parte da estratégia de diversificação do fundo, proporcionando o acesso à diferentes modelos de gestão e possibilitando o intercâmbio de melhores práticas entre os ativos do fundo”, conclui o fundo VISC11 em seu comunicado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Tags
João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião