Fluxo cambial em junho é positivo em US$ 6,483 bilhões, diz BC

Fluxo cambial em junho é positivo em US$ 6,483 bilhões, diz BC
Banco Central. Foto: Agência Brasil

O Banco Central (BC) divulgou nesta quarta-feira (3) que, após encerrar o mês de maio com saídas líquidas de US$ 5,760 bilhões, o fluxo cambial para o Brasil em junho ficou positivo em US$ 6,483 bilhões.

Mesmo com nova atualização, os dados de fluxo cambial ainda estão atrasados devido à greve dos servidores do BC, encerrada no dia 5 de julho. Por isso, os dados de câmbio ficaram atrasados em um mês, ou seja, os números que deveriam ser divulgados nesta quarta seriam os de julho.

Em junho, o canal financeiro do fluxo cambial apresentou saídas líquidas de US$ 3,665 bilhões. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 49,030 bilhões e de retiradas no total de US$ 52,695 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo em junho foi positivo em US$ 10,148 bilhões, com importações de US$ 18,985 bilhões e exportações de US$ 29,134 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,773 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 7,913 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 18,448 bilhões em outras entradas.

Fluxo cambial de janeiro a junho

Em 2022 até junho, o fluxo cambial para o Brasil ficou positivo em US$ 19,135 bilhões. No mesmo período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 15,340 bilhões, já no ano fechado de 2021, houve entrada líquida de US$ 6,134 bilhões.

No comércio exterior, o saldo em 2022 até junho foi positivo em US$ 27,670 bilhões, com importações de US$ 115,284 bilhões e exportações de US$ 142,954 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 19,912 bilhões em ACC, US$ 34,368 bilhões em PA e US$ 88,674 bilhões em outras entradas.

O canal financeiro do fluxo cambial apresentou saídas líquidas de US$ 8,535 bilhões no acumulado do ano. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 285,621 bilhões e de retiradas no total de US$ 294,156 bilhões.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Victória Anhesini

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO