SNAG11 paga dividendos de 13,24% ao ano e anuncia lucro de R$ 5,34 milhões; veja valores

O Fiagro SNAG11, gerido pela Suno Asset, divulgou um resultado de R$ 5,34 milhões em fevereiro, o que representa aproximadamente R$ 0,107 por cota. Desse total, R$ 0,105 por cota foi distribuído na forma de dividendos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Os rendimentos do SNAG11 corresponderam a um retorno de 1,04% no mês, considerando o preço base da cota ao final de fevereiro, que tinha sido de R$ 10,08. Os dividendos também representaram um dividend yield (DY) de 13,24% ao ano. O montante total foi de R$ 5,25 milhões.

Além disso, o rendimento de R$ 0,105 por cota corresponde a um retorno 27% acima do retorno do CDI, levando em conta a tributação de Imposto de Renda.

Em seu novo relatório gerencial, o Fiagro SNAG11 destacou que nos últimos 6 meses pagou rendimentos alinhados com a mediana do mercado.

“Apesar do fundo possuir investimentos muito mais sólidos que a média do setor, mesmo assim conseguimos entregar um rendimento em linha com o mercado de Fiagros. Evidenciando assim a melhor relação entre risco e retorno do fundo”, explica a gestão do Suno Agro.

O atual patamar recorrente de proventos do fundo SNAG11 é de R$ 0,105 por cota. Por outro lado, o rendimento de outubro do ano passado, segundo a gestão, ficou um pouco abaixo disso em razão de um evento não recorrente associado à 3ª emissão de cotas do Fiagro. Nesse período, foi pago R$ 0,10 por cota.

Investimentos do SNAG11

Em fevereiro deste ano, o Fiagro optou por fazer um novo investimento. Nesse sentido, comprou R$ 10 milhões em cotas sênior do FIDC CAFE11, cuja taxa é de CDI + 4,0%.

Nesse mesmo FIDC, o Suno Agro já tinha R$ 10 milhões em cotas mezanino, mas com taxa de CDI+7,5%. A partir desse novo aporte, o fundo atingiu 4% do seu patrimônio líquido alocado no CAFE11, dos quais 2% estão alocados em cada classe.

A carteira do SNAG11 conta atualmente com 7 ativos, que somam um total de 254 devedores. A taxa média dos papéis é de CDI + 3,47%, enquanto a taxa média dos imóveis do portfólio é de 8,00%, passando por correção anual pelo IPCA.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião