Ex-presidente da Braskem (BRKM5) admite esquema de suborno de US$ 250 mi

Ex-presidente da Braskem (BRKM5) admite esquema de suborno de US$ 250 mi
Braskem. Foto: Reprodução Facebook

O ex-presidente da Braskem (BRKM5) e da Eldorado Brasil, José Carlos Grubisich, confessou ter participado de fraudes em balanços da empresa e de ter permitido um esquema de suborno de cerca de US$ 250 milhões.

De acordo com o comunicado divulgado pelo Departamento de Justiça americano (DoJ), nesta quinta-feira (15), o ex-presidente da Braskem participou de audiência nos Estados Unidos, onde assumiu ter feito parte do esquema de pagamento de propinas na petroquímica, que foi revelado pela Operação Lava-Jato.

Diante disso, Grubisich pode ser sentenciado a até dez anos de prisão, conforme informou o Doj, citando também que o executivo aceitou um acordo que prevê um confisco de US$ 2,2 milhões de seus bens.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

No entanto, a sentença será divulgada apenas no dia 5 de agosto deste ano.

A confissão

O brasileiro, na confissão de culpa apresentada em audiência no tribunal federal do Brooklyn, em Nova York, informou sobre sua participação em esquema que desviou US$ 250 milhões da companhia e foram utilizados para subornar funcionários públicos e partidos brasileiros, com a finalidade de garantir os interesses da Braskem.

Além disso, Grubisich ainda assumiu ter prestado informações falsas nos registros financeiros da companhia.

De acordo com um comunicado do procurador em exercício do distrito leste de Nova York, Mark J. Lesko, o executivo “abusou de sua posição como presidente da Braskem para facilitar e ocultar o pagamento de milhões de dólares em subornos para que a Braskem pudesse aumentar seus lucros, com benefícios pessoais também a executivos da companhia, incluindo Grubisich”.

Veja Também: Braskem (BRKM5): Odebrecht inicia conversas com possíveis compradores, diz jornal

Última cotação

A ação da Braskem (BRKM5) fechou o pregão desta quinta-feira (15) em uma alta de 3,54%, cotada aos R$ 48,52, antes do anúncio.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião