Semana do Fiagro

Twitter (TWTR34) recebe multa de US$ 150 mi por táticas enganosas de publicidade

Twitter (TWTR34) recebe multa de US$ 150 mi por táticas enganosas de publicidade
Twitter. Foto: Pixabay

A Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) anunciou nesta quarta-feira, 25, que o Twitter (TWTR34) deve pagar uma multa de US$ 150 milhões (R$ 721,5 milhões) por usar enganosamente os dados de segurança da conta para publicidade direcionada. O Twitter pediu aos usuários que fornecessem seus números de telefone e endereços de e-mail para proteger suas contas e, em seguida, lucrou ao permitir que os anunciantes usassem esses dados para segmentar usuários específicos, disse a FTC.

A agência disse que as táticas do Twitter violaram uma ordem de 2011 que proibia explicitamente a empresa de deturpar suas práticas de privacidade e segurança.

Mais de 140 milhões de usuários do Twitter forneceram seus números de telefone ou endereços de e-mail de 2014 a 2019, de acordo com uma queixa apresentada pelo Departamento de Justiça em nome da FTC. O Twitter não mencionou que as informações também seriam usadas para publicidade direcionada, alegou a FTC.

Além da multa de US$ 150 milhões, o Twitter está proibido de lucrar com seus dados coletados enganosamente, disse a FTC. Outras disposições do pedido proposto incluem notificar os usuários de que usou indevidamente números de telefone e endereços de e-mail e permitir que os usuários usem outros métodos de autenticação multifator.

A notícia é o mais recente desenvolvimento em torno da plataforma de mídia social, que está aos olhos do público desde o acordo de US$ 44 bilhões de Elon Musk para adquirir o Twitter.

Musk perde dinheiro com Twitter, após eliminação de mais de US$ 1,1 bi em ganhos

O preço das ações do Twitter caiu abaixo do valor pelo qual o bilionário Elon Musk as comprou, eliminando ganhos de mais de US$ 1,1 bilhão em quatro semanas. O papel da empresa de mídia social sofreu um tombo de 5,6% na terça-feira, 24, a US$ 35,76, fechando no menor nível desde 16 de março.

A ação acumula perdas de 30,8% desde a máxima de US$ 51,70 que atingiu em 25 de abril, dia em que o Twitter aceitou ser comprado por Musk, a US$ 54,20 por ação.

Comunicado registrado na Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM dos EUA), de 5 de abril, mostra que o CEO da Tesla e fundador da SpaceX comprou 73,12 milhões de ações no Twitter, equivalentes a uma fatia de 9,1%, a um preço médio de US$ 36,157, segundo análise de dados feita pelo MarketWatch.

Isso significa que com a ação fechando na terça-feira 1,1% abaixo do preço de compra, Musk está perdendo agora US$ 29 milhões sobre seu investimento. Antes o ganho era de US$ 1,14 bilhão, considerando-se o preço de fechamento de US$ 51,70 de 25 de abril.

Se o acordo para a compra da totalidade do Twitter por Musk fracassar, será necessário desembolsar uma taxa compensatória de US$ 1 bilhão, que poderá ser paga tanto pela empresa quanto pelo bilionário, que recentemente pôs o acordo em suspenso após questionar o porcentual de contas falsas da rede social.

Com Estadão Conteúdo

Redação Suno Notícias

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO