Patrocinado por:

Embraer (EMBR3): Eve negocia fusão de US$ 2 bi e ação decola 12,7%

Embraer (EMBR3): Eve negocia fusão de US$ 2 bi e ação decola 12,7%
Jato da Embraer (EMBR3). Foto: Divulgação

A Embraer (EMBR3) informou nesta quinta-feira (10) que sua staturp de “carros voadores”, a Eve Urban Air Mobility, está em negociações relacionadas a uma possível fusão com a Zanite Acquisition. Após o comunicado, os papéis da fabricante de aeronave, por volta das 11h50, disparavam a 12,70%, negociados a R$ 19,45.

A notícia havia sido antecipada pela agência de notícias Bloomberg, que informou que a entidade combinada era avaliada em US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10 bilhões). “As negociações com a Zanite estão em curso. A Companhia não pode prever se a Eve chegará a um acordo definitivo ou quais serão os seus termos”, informou a Embraer em seu fato relevante.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Staturp de ‘carros voadores’ da Embraer recebe pedido de até 50 veículos

No início da semana, a Embraer anunciou que a Eve fechou um acordo de venda de 50 veículos elétricos de decolagem e pouso (eVTOL) para a Helisul Aviation, empresa que opera helicópteros na América Latina.

A Embraer e a Helisul ainda firmaram uma parceria para desenvolver produtos e serviços que permitam a operação do eVTOL, como soluções de gerenciamento de tráfego aéreo. No início, as empresas irão trabalhar com helicópteros para validar parâmetros que possam ser usados depois pelos “carros voadores“.

“Soluções disruptivas de mobilidade aérea urbana podem trazer o mesmo tipo de benefícios que a aviação trouxe para viagens mais longas, tornando-as mais acessíveis, oferecendo aos passageiros urbanos mais opções de deslocamento. Nossa parceria com a Helisul nos permite inovar a infraestrutura de táxi aéreo do Brasil, que já é grande, e prepará-la para o futuro do transporte aéreo”, disse Andre Stein, presidente e CEO da Eve Urban Air Mobility.

A Embraer também está desenvolvendo seu eVTOL em uma parceria com o Uber, que pretende realizar voos comerciais a partir de 2023.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião