Embraer (EMBR3) alça voo de mais de 14% com renovação na Lufthansa

Embraer (EMBR3) alça voo de mais de 14% com renovação na Lufthansa
Embraer (Foto: Divulgação)

As ações ordinárias da Embraer (EMBR3) lideram as altas no Ibovespa hoje à medida que investidores colocam em dia as declarações do presidente da companhia aérea alemã Lufthansa na última segunda-feira (5).

De acordo com a agência Bloomberg, o CEO da Lufthansa, Carsten Spohr, mantém negociações em curso junto à Embraer conforme a empresa alemã busca substituir alguns pedidos de aeronaves maiores por modelos menores de longa distância, o que ajudaria a adaptar frota em meio a uma queda duradoura nas viagens.

Além da fabricante brasileira, a Lufthansa também negocia com a europeia Airbus e a norte-americana Boeing (BOEI34), disse Spohr em webinar da London School of Economics.

Com isso, o pregão mais curto por aqui não foi motivo para desânimo. Às 17h03 desta Quarta-feira de Cinzas, o papel da Embraer subia 14,09%, cotado a R$ 11,50.

Goldman eleva preço-alvo da Embraer

Além dos movimentos vindos da Alemanha, impulsionou também a alta das ações da Embraer a elevação do preço-alvo de 12 meses feito pelo Goldman Sachs.

A revisão do grupo financeiro norte-americano ocorre após a fabricante de aeronaves informar na semana passada que entregou 71 jatos no quarto trimestre de 2020, excedendo as expectativas dos analistas.

De acordo com a Embraer, no acumulado do ano passado, a companhia entregou um total de 130 jatos, sendo 44 comerciais e 86 executivos (56 leves e 30 grandes), o que representa uma redução de quase 35% em relação a 2019, quando 198 jatos foram entregues.

Em 31 de dezembro, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava US$ 14,4 bilhões, implicando em um faturamento de 0,6 vezes no trimestre e 0,4 vezes no ano, de acordo com a análise do Goldman Sachs. De acordo com o banco, a carteira atual é equivalente a 6,4 vezes anos de produção nas entregas de 2020 e 2021, indicadores ciclicamente deprimidos, e 3,7 vezes sobre as estimativas para 2023.

Os analistas do Goldman Sachs revisaram as projeções para o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Embraer para US$ 137 milhões no quarto trimestre de 2020, ante R$ 120 milhões antes.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião