Eletrobras (ELET3) anuncia venda de SPEs para fundos do Pátria Investimentos

A Eletrobras (ELET3) assinou um novo acordo para vender 49% do capital social das Sociedades de Propósito Específico (SPEs) Chapada do Piauí I Holding e Chapada do Piauí II Holding.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Conforme anunciado nesta segunda-feira (4), o acordo da Eletrobras foi assinado com a Infraestrutura Brasil Holding XX, uma companhia controlada por fundos gerenciados pela Pátria Investimentos.

O comunicado aponta que as participações nos ativos contabilizavam R$ 222 milhões no terceiro trimestre de 2023 (3T23). No ano de 2022, eles trouxeram um prejuízo por equivalência patrimonial de R$ 9,8 milhões.

A Eletrobras diz que as outras características dessa transação estão cobertas por cláusulas de confidencialidade.

Depois da avaliação de seu portfólio e da verificação da proposta feita pela Pátria Investimentos, a Eletrobras optou por confirmar a venda dos ativos por meio de seu exercício de direito de venda conjunta (tag along), conforme os termos estabelecidos entre a Eletrobras e a ContourGlobal, sócia majoritária das sociedades.

Segundo a Eletrobras, essa decisão foi tomada na busca pela “otimização de sua alocação de capital”.

Existem 15 Sociedades de Propósito Específico (SPEs) na composição dos complexos eólicos. Além disso, eles contam com uma capacidade instalada de 377,5 megawatts (MW). Esses complexos estão localizados no estado do Piauí.

Embora tenha comunicado o fechamento do acordo de venda, a co0mpanhia pondera que a conclusão dessa transação ainda está sujeita a condições precedentes usuais.

“A operação reforça o compromisso da Eletrobras com a otimização de participações minoritárias, seguindo a disciplina de capital, e simplificação de sua estrutura conforme previsto em seu Plano Estratégico”, conclui o comunicado.

Eletrobras e a aprovação de novas diretrizes estratégicas do hidrogênio verde

Ao final de novembro, o conselho de administração da Eletrobras aprovou novas diretrizes estratégicas para o hidrogênio verde, também conhecido por ser um hidrogênio de baixa emissão de carbono.

Assim, a Eletrobras destacou como será a sua atuação diante das perspectivas de crescimento da produção de hidrogênio verde e de sua utilização na matriz energética brasileira e mundial.

Nesse sentido, uma das prioridades da Eletrobras é o suprimento da demanda elétrica da cadeia produtiva de hidrogênio verde e dos derivados por meio de energia limpa e renovável, assim como observar eventuais oportunidades para sua produção.

A companhia também visa aumentar a competitividade de projetos de produção de hidrogênio verde e seus derivados por meio de alianças estratégicas com potenciais clientes e fornecedores.

Além disso, a Eletrobras busca apoio institucional para operações de hidrogênio verde e promover projetos de pesquisa que desenvolvam e inovem a cadeia de produção e utilização dessa fonte energética.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião