Patrocinado por:

Dólar opera em baixa de 0,9%, com queda das commodities no radar do investidor

Dólar opera em baixa de 0,9%, com queda das commodities no radar do investidor
Nota de dólar. Foto: Pixabay

O dólar tem queda próxima de 1% nesta sexta-feira (14). Apesar do resultado da inflação dos Estados Unidos trazer temor ao investidor, as commodities na China despencam o que traz alívio ao mercado.

Por volta das 11h30, o dólar tinha queda de 0,90%, negociado a R$ 5,26. O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos avançou 0,6% em abril ante março, segundo dados divulgados pelo Departamento do Trabalho.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A expectativa de analistas ouvidos pelo The Wall Street Journal era de uma inflação de 0,3% no período.

Os dados sobre a inflação da principal economia do mundo, os Estados Unidos, influenciam na alta dos juros (Treasuries), o que impacta também na cotação da moeda brasileira. Por esse motivo, no pregão de ontem o dólar encerrou em alta.

Porém o que segura a baixa da moeda na manhã desta sexta é o preço das commodities, segundo o diretor dos serviços financeiros da IBC Consulting, Leandro Araújo.

“Os dados da inflação dos EUA continuam preocupando os investidores mas, a boa notícia vem da China os preços das commodities estão despencando e isso, de certa maneira, traz um certo alívio ao mercado e está fazendo com que as bolsas continuem os ganhos de ontem”, informou Araújo.

O minério de ferro amplia sua queda — a maior em dois dias desde 2019 — depois de atingir a máxima histórica no início da semana, em meio aos esforços da China para conter a alta nos preços. O petróleo apagou suas perdas do último pregão, diminuindo o prejuízo na semana.

EUA dizem que vacinados não precisam de distanciamento e máscaras

Segundo o diretor, os investidores acompanham também o retorno da normalidade na principal economia do mundo.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)  anunciou na quinta-feira (13) que todos os cidadãos que foram completamente vacinados contra a Covid-19 no país não precisarão mais usar máscaras protetivas ou respeitar o distanciamento social.

A decisão foi divulgada com as novas diretrizes que entrarão em vigor no território americano durante a nova fase da pandemia do novo coronavírus.

Última cotação do dólar

Na última sessão, quinta-feira, o dólar encerrou em alta de 0,15%, negociado a R$ 5,31.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião