DIVIDENDOS

Dólar sobe 0,55% com investidor atento a indicadores

Dólar sobe 0,55% com investidor atento a indicadores
Dólar. Foto: Pixabay

O dólar iniciou a quarta-feira (15) em alta, com a moeda norte-americana sintonizada com a tendência majoritária observada no mercado internacional. Mas o dia é de agenda de indicadores movimentada e já aponta que a instabilidade pode voltar a rondar os preços. No exterior, dados mais fracos que o esperado na China penalizam mercados de renda variável, enquanto os investidores aguardam números da economia americana.

Às 10h45, o dólar à vista era negociado a R$ 5,2688, em alta de 0,55%. No dólar futuro, a divisa para liquidação em outubro subia 0,16%, aos R$ 5,2720.

Por aqui, a atividade econômica apresentou o segundo mês consecutivo de alta em julho, embora o ritmo de avanço tenha se reduzido.

O Banco Central informou que seu Índice de Atividade (IBC-Br) subiu 0,60% em julho ante junho. O dado ficou acima da mediana colhida pelo Projeções Broadcast, que apontava alta de 0,40%.

O intervalo das estimativas ia de queda de 0,30% a alta de 0,80%. Na comparação com julho de 2020, houve crescimento de 5,53%, desempenho novamente superior à mediana das estimativas, que apontava alta de 5,00% (intervalo entre 2,40% e 6,50%).

De junho para julho, o índice de atividade calculado pelo BC passou de 139,68 pontos para 140,52 pontos na série dessazonalizada. Este é o maior patamar desde fevereiro deste ano (140,98 pontos).

Os efeitos negativos da pandemia de covid-19 foram sentidos principalmente no primeiro semestre do ano passado. Após este período, o IBC-Br passou a reagir, até que a segunda onda provocasse, no início de 2021, novos fechamentos de empresas. Com isso, o indicador passou a oscilar. Em março, a atividade econômica recuou, mas em abril houve avanço. Maio registrou novo recuo e, em junho e julho, o indicador voltou a subir

Nos EUA, o índice de atividade industrial Empire State subiu a 34,3 pontos em setembro, bem acima da previsão dos analistas, de 17,5 pontos.

Última cotação do dólar

Na última sessão, terça-feira (15), o dólar encerrou o pregão em alta de 0,65%, negociado a R$ 5,25.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se