Dólar fechou em queda? Veja as melhores opções para investir na moeda

Dólar fechou em queda? Veja as melhores opções para investir na moeda

Nesta sexta (15), o dólar fechou em queda forte de 1,11%, a R$ 5,4547. Com o tombo de hoje, a divisa americana caiu 0,77% esta semana, e subiu apenas 0,16% em setembro. O mercado oscila mas considera o dólar como uma opção de hedge, ou seja, de proteção de patrimônio. Por ser uma das moedas mais seguras do mundo, é sustentada pela forte economia dos Estados Unidos, os investidores procuram no dólar a segurança para sua reserva. Mas, como visto na matéria ‘Guardar dólar em casa é uma boa ideia? Veja por que não’, a compra do papel-moeda não é uma das melhores opções. Mas não significa que investir no câmbio seja uma alternativa ruim — é que existem investimentos mais seguros.

Segundo o economista-chefe da Associação Brasileira de Câmbio (Abracam), Reinaldo Cafeo, na prática a compra do dólar físico não deveria ser considerado investimento: mas existem outras formas para investir na moeda. As razões para investir em dólar vão de proteção à diversificação dos riscos.

“Um dos motivos para investir em dólar é proteção (hedge). Assim, para empresas e pessoas físicas com dívidas em dólar ter ativos na moeda reduz o risco cambial (ou a desvalorização). A regra é a mesma para empresas que atuam no comércio internacional (exportadores e importadores). É indicado também para quem busca diversificar e mitigar riscos”, disse Cafeo.

Além disso, o CEO da Levycam Corretora de Câmbio e Valores, Johnny Kneese, lembra que o investimento é interessante para turistas e intercambistas. Isso porque “o dólar faz sentido para quem vai ter despesas em moeda estrangeira no futuro”. Mas o aporte serve também para o investidor físico comum que pretende equilibrar os efeitos de quedas na carteira.

“De certa forma podemos dizer que todos estamos expostos às variações da cotação. Então, incluí-lo na sua carteira pode ser uma maneira de aumentar a estabilidade. Afinal, em períodos de baixa nas ações ou em outros ativos, o aumento da cotação do dólar reduziria as quedas no seu portfólio”, disse Kneese. O executivo apontou opções para investir em dólar.

Portanto veja os ativos para investir em dólar

  • Mercado Futuro

O mercado futuro é um ambiente em que é realizada a compra e venda de ativos no presente com data de liquidação no futuro. Esses ativos, negociados sobre diversos segmentos, como ações e commodities, são operados por meio de um contrato futuro, ou seja, um contrato padronizado para a compra e venda de ativos com entrega futura.

“Abordando as alternativas do mercado financeiro, temos os contratos futuros de dólar como uma das maneiras de investir na moeda. No caso, não há a negociação do dólar em si, mas de contratos derivados do ativo”, disse o CEO.

  • Fundos cambiais

Um fundo cambial é um tipo de fundo de investimentos que aplica, necessariamente, pelo menos 80% de sua carteira em ativos relacionados a alguma moeda estrangeira, normalmente dólar ou euro. Nesse sentido, o investidor se beneficia do movimento de alta da moeda estrangeira, ou tem perdas, caso haja desvalorização da moeda frente ao real.

“Os fundos cambiais estão entre as opções mais utilizadas por investidores que buscam proteção e estabilidade. São fundos de investimentos focados na questão cambial. Logo, o objetivo é acompanhar moedas”.

  • ETFs

Outra alternativa é o ETF (Exchange-Traded Fund), um tipo de investimento negociado na bolsa de valores que tem como objetivo refletir a performance financeira de um conjunto pré-determinado de ativos. Um ETF pode investir por exemplo em ações, índices de mercado, moedas, commodities, títulos de renda fixa públicos e privados.

“Existem vários ETFs no mercado, mas, como a intenção do investidor é aumentar sua exposição ao dólar, sua procura deve ser por algum fundo que replique um índice da bolsa internacional (como o S&P 500)”.

  • Fundos de investimento

Os fundos de investimento operam em uma série de ativos como ações, commodities, juros e moedas. Nesse ativo, os especialistas analisam os melhores momentos para comprar e vender o dólar e outras moedas.

“Também existem fundos de investimentos com exposição ao mercado internacional. Ou seja, além dos fundos cambiais ou dos ETFs, você pode conferir outros tipos que realizem investimentos atrelados ao dólar“, observa Kneese.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!