Direcional (DIRR3) e Cury (CURY3) anunciam dividendos no total de R$ 181 milhões; veja o valor por ação

Os conselhos de administração da Direcional (DIRR3) e da Cury (CURY3) aprovaram pagamentos de dividendos intercalares, no valor somado de R$ 181,166 milhões, conforme comunicado pelas duas empresas nesta quarta-feira (29).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

A Direcional vai pagar quase R$ 81,166 milhões, equivalentes a R$ 0,47 por ação, considerando as suas 172,69 milhões de ações emitidas.

O valor dos dividendos da Direcional ainda poderá passar por mudanças por causa de uma eventual alteração da sua quantidade de ações.

Esses dividendos intercalares vão ser distribuídos em até 60 dias, mas apenas aos investidores que terminarem a sessão do dia 5 de dezembro de 2023 comprados nos papéis da companhia.

Por essa razão, a partir de 6 de dezembro de 2023, as ações da Direcional vão ser negociadas como “ex-proventos”, ou seja, sem direito ao recebimento dos rendimentos.

Já a segunda empresa, a Cury, distribuirá R$ 100 milhões em proventos, correspondente a R$ 0,34496 por ação ordinária, com exceção dos papéis em tesouraria.

O pagamento dos dividendos da Cury será realizado em parcela única, no dia 13 de dezembro de 2023. Terá direito a esses proventos os investidores que detiverem papéis da empresa até o final da sessão de 4 de dezembro.

Assim, a “data-ex” para os dividendos será em 5 de dezembro de 2023, de modo que as ações da Cury compradas nesta data não terão direito a receber o valor.

Dividendos da Direcional

  • Valor: R$ 81.165.947,82
  • Valor por ação: R$ 0,47
  • Data de corte: 5 de dezembro de 2023
  • Data de pagamento: Em até 60 dias

Dividendo da Cury

  • Valor: R$ 100.000.000,00
  • Valor por ação: R$ 0,3449652297
  • Data de corte: 4 de dezembro de 2023
  • Data de pagamento: 13 de dezembro de 2023

Sobre o valor dos proventos da Cury não está prevista atualização monetária ou incidência de juros até que seja realizada a distribuição.

Na data de pagamento, a Cury vai creditar os dividendos aos investidores conforme a quantidade de ações ordinárias detidas pelos acionistas até a data de corte, e de acordo com o domicílio bancário fornecido à Itaú Corretora, que é a instituição responsável pela escrituração dos papéis.

No caso dos investidores que não tenham em seus cadastros o número do CPF/CNPJ ou os dados de banco, agência e conta corrente, os dividendos da Cury serão pagos somente após a devida atualização cadastral.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião