Destaques de empresas: Vale (VALE3); Notre Dame (GNDI3); Oi (OIBR3)

Destaques de empresas: Vale (VALE3); Notre Dame (GNDI3); Oi (OIBR3)
Destaques de empresas

Nos destaques de empresas desta segunda-feira, chama atenção a oferta secundária de ações anunciada pela Notre Dame Intermédica, que pode arrecadar R$ 3,7 bilhões para o fundo Alkes II. O mercado pode reagir às boas notícias divulgadas sobre a Oi no final da semana passada, e aos resultados da Black Friday. Além disso, novas informações sobre as indenizações da Vale em Brumadinho estão no radar dos investidores.

Confira os destaques de empresas:

Oferta secundária da Notre Dame Intermédica

Notre Dame Intermédica (GNDI3) vai fazer uma oferta secundária de 40 milhões de ações ordinárias. A quantidade de ações poderá ser acrescida em até 35%, equivalente a até 14 milhões de ações. Considerando o preço da ação em 27 de novembro, a R$ 69,50, a oferta pode somar entre R$ 2,780 bilhões e R$ 3,753 bilhões.

Ofertas secundárias são realizadas quando os sócios decidem diminuir a sua participação em uma determinada empresa. Nesse caso, o valor relacionado à venda da ação vai para o sócio e não para a empresa. O acionista vendedor da oferta da Notre Dame Intermédica é o fundo Alkes II.

Destaque para impacto da Black Friday nas varejistas

Outro destaque de empresas é o resultado da Black Friday, que pode influenciar as ações das varejistas da bolsa, como Magazine Luiza (MGLU3), Via Varejo (VVAR3), B2W (BTOW3) e Lojas Americanas (LAME4).

Segundo levantamento feito pela Ebit/Nielsen, as vendas online na Black Friday, considerando o período entre a quinta-feira e sexta-feira (27), registraram um crescimento de 25,1% em relação ao mesmo intervalo do ano passado, somando R$ 4,02 bilhões na edição deste ano. De acordo com a pesquisa, ao todo foram mais de seis milhões de pedidos gerados nesta Black Friday, o equivalente a uma alta de 15,5%.

Indenização da Vale está nos dstaques de empresas

Outro destaque de empresas é a notícia de que a Vale (VALE3) poderá pagar R$ 54 bilhões em indenizações por Brumadinho, segundo estimativas do relator da Comissão Externa da Câmara dos Deputados que acompanha a negociação entre a mineradora Vale e o governo mineiro, deputado Rogério Correia (PT-MG).

Segundo noticiado na Agência Câmara de Notícias, a Vale chegou a fazer uma contraproposta de R$ 16 bilhões –  valor bem abaixo do estabelecido pelo Ministério Público, a Defensoria Pública e o governo do estado de Minas Gerais.

“O governo de Minas apresentou uma conta de R$ 26 bilhões que seria o ressarcimento material para recuperação do rio, e também para aquilo que o governo gastou a mais, e o MP avaliou um ressarcimento moral e para as pessoas atingidas de maneira geral um ressarcimento de R$ 28 bilhões. O total seria de R$ 54 bilhões. Este valor foi apresentado à Vale e transformado em ação judicial”, disse.

Desconto na dívida da Oi é destaque

A Oi está entre os destaques de empresas, após algumas notícias positivas no final da semana passada. Na sexta-feira, foi anunciado que a Oi (OIBR3) recebeu um desconto de quase 50% no valor de R$ 14,3 bilhões que devia à União e pagará apenas R$ 7,2 bilhões à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), segundo informações publicadas pela Advocacia-Geral da União (AGU).

Além disso, a nova Lei de Falências, aprovada no Senado na quarta-feira (25) pode diminuir cerca de 70% da dívida da empresa com o governo, segundo o BTG Pactual (BPAC11).

Outra notícia positiva foi a arrecadação de R$ 1,3 bilhão pela companhia em leilão de ativos. A grande expectativa agora é sobre os próximos leilões, que podem movimentar cerca de R$ 23 bilhões, de acordo com as estimativas da Oi divulgadas no último balanço.

IPO da Intelbras está entre detaques de empresas

Ainda entre os destaques de empresas, a maior fabricante nacional de câmeras e equipamentos de segurança eletrônica e comunicação do Brasil, a Intelbras protocolou nesta sexta-feira (27) seu pedido de Oferta Inicial de Ações (IPO, na sigla em inglês).

A Intelbras destacou no documento que a oferta será primária e secundária, ao passo que os acionistas vendedores são Jadna Savi de Freitas; Jane Savi de Freitas; Janete Savi de Freitas e Jorge Luiz Savi de Freitas.

Além disso, o prospecto destaca que a companhia pretende utilizar os recursos oriundos da oferta primária para:

  • Crescimento inorgânico;
  • Expansão de sua capacidade produtiva;
  • Investimento em CAPEX (expansão do serviço de locação de produtos (hardware as a service));
  • Expansão de canais internos verticais e de varejo (expansão de times e investimentos em tecnologia da informação).

Os destaques de empresas do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião