AGENDA

Destaques de Empresas: BTG (BPAC11), Gol (GOLL4) e JBS (JBSS3)

Destaques de Empresas: BTG (BPAC11), Gol (GOLL4) e JBS (JBSS3)
BTG Pactual. Foto: Reprodução Facebook

Nos destaques de empresas desta quarta-feira (09) chama a atenção do mercado o BTG Pactual (BPAC11) que precificou sua oferta subsequente de ações (follow-on) e levantou R$ 2,97 bilhões.

Entre os destaques de empresas está também a Gol (GOLL4) que comprou a MAP Transportes Aéreos por R$ 28 milhões em dinheiro e ações. Já a JBS (JBSS3) anunciou a emissão de R$ 1 bilhão em títulos internacionais  sustentáveis.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Por sua vez, a Indústrias Romi (ROMI3) aprovou a distribuição de R$ 8,8 milhões em Juros sobre o Capital Próprio (JCP) e a Cyrela (CYRE3) irá pagar R$ 418 milhões em dividendos.

Veja os destaques desta quarta-feira;

BTG Pactual

O BTG Pactual definiu seu follow-on a R$ 122,01 por unit. Com isso, o banco de investimento movimentou um total de R$ 2,97 bilhões com a operação, segundo o comunicado divulgado na noite da última terça-feira (8).

O preço tem um deságio de 1,2% em comparação ao fechamento do último pregão. O BTG Pactual disse que foram emitidas 24,40 milhões de units, compreendendo 24,40 milhões de ações ordinárias e 48,80 milhões de ações preferenciais, considerando exercício integral do lote adicional.

Gol

Entre os destaques de empresas está a Gol que comprou a MAP Transportes Aéreos, aérea doméstica com rotas regionais e do Aeroporto de Congonhas em São Paulo, por R$ 28 milhões em dinheiro e ações.

Segundo a companhia aérea, o pagamento será composto por 100.000 ações GOLL4 a R$ 28/ação e R$ 25 milhões em dinheiro a serem pagos em 24 parcelas mensais, após cumpridas todas as condições precedentes.

JBS

A JBS informou na terça-feira (8) que precificou no mercado internacional a emissão de US$ 1 bilhão em Sustainability-Linked Bonds (SLB), que são atreladas ao compromisso de redução de emissões de gases de efeito estufa.

Os títulos foram emitidos pelo valor de face de US$ 98,913, com retorno de 3,75% ao ano, cupom de 3,625% ao ano e vencimento em 2032, segundo comunicado ao mercado arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Romi

Entre os destaques está a Indústrias Romi que aprovou a distribuição de R$ 8.800.070,64 brutos em juros sobre o capital próprio (JCP), a serem imputados aos dividendos obrigatórios do exercício de 2021.

O total bruto que será distribuído pela Indústrias Romi corresponde a R$ 0,12 por ação. No entanto, após o imposto de renda na fonte à alíquota de 15%, o valor líquido pago por ação corresponde a R$ 0,102.

Cyrela

A Cyrela anunciou que o dividendo mínimo obrigatório relativo ao exercício social finalizado em dezembro do ano passado, e aprovado em abril desse ano, será pago no próximo dia 14 de junho.

Em documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Cyrela lembra que será distribuído o montante total de R$ 418.060.978,50 em dividendos, o que corresponde a pouco mais de R$ 1,0872 por ação ordinária de emissão da companhia, já desconsideradas as ações em tesouraria.

Os destaques de empresas do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião