CSN (CSNA3): combinação de minério e aço mostra horizonte positivo à empresa

CSN (CSNA3): combinação de minério e aço mostra horizonte positivo à empresa
CSN (CSNA3): combinação de minério e aço mostra horizonte positivo à empresa

Próximas das máximas históricas, as ações da CSN (CSNA3) vem surfando a recuperação do mercado acionário brasileiro em meio a crise causada pelo novo coronavírus (covid-19).

Segundo especialistas ouvidos pelo SUNO Notícias, a receita atual da CSN está dividida entre minério de ferro e a produção de aço.

Dessa forma, a companhia conseguiu, em 2020, equilibrar os bons momentos do minério de ferro, que viu seus preços explodir, mesmo com a incerteza no comércio de aço mundial graças a crise, mantendo os resultados positivos.

“No resultado da empresa no terceiro trimestre do ano passado, o último divulgado, o aço representa 50% da receita. Mineração complementou outros 42%. As duas atividades estão próximas, até por conta do setor bastante aquecido de mineração, que ganhou mais relevância”, disse Henrique Esteter, analista da Guide.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Para Esteter, o resultado do quarto trimestre pode mostrar uma importância ainda maior da mineração na CSN.

Além da alta do ano passado, quando o minério de ferro acumulou uma alta de 74%, este ano pode continuar positivo para esta commodity.

“O minério está subindo muito. A expectativa é que a economia chinesa continue crescendo, o minério subindo, e com o enfraquecimento do dólar lá fora com o novo pacote de ajuda dos EUA, você tem a valorização das commodities e desvalorização do real. Tudo isso ajuda o balanço da CSN”, afirmou Fernando Bresciani, analista da Mirae.

Em 2020, os papéis da CSN subiram cerca de 118%. De acordo com analistas ouvidos pelo SUNO Notícias, o movimento dos papéis deve continuar positivo neste ano graças ao reaquecimento do mercado de aço.

Aço em 2020 deve ajudar CSN

Principal produto da siderúrgica, a produção de aço deve se recuperar em 2020. Segundo Fernando Guerreiro, analista da Safari Capital, mesmo que o minério de ferro não mantenha a alta, a recuperação do mercado de aço deve equilibrar as contas da CSN.

“O minério pode cair mais no longo prazo e, com isso, o Ebtida da empresa deve cair também. Mas o mercado de aço deve melhorar com a recuperação do Brasil pós-crise do coronavírus, com a retomada da produção das montadoras, entre outros”, disse.

Para o analista, com a esperada retomada, a CSN pode ter outro ano positivo graças ao resultado dividido entre o minério de ferro e o aço no balanço;

“A tendência é positiva para a empresa como um todo. O aço deve compensar uma possível queda do minério, então a empresa deve continuar reportando bons resultados em 2021”, afirmou sobre CSN.

Vinicius Pereira

Compartilhe sua opinião