AGENDA

Copel (CPLE6) avalia adquirir a Rio Energy e pode pagar até R$ 5 bi

Copel (CPLE6) avalia adquirir a Rio Energy e pode pagar até R$ 5 bi
Copel (CPLE6). Foto: Reprodução Facebook

A Copel (CPLE6) avalia a compra da Rio Energy, que está à venda por R$ 5 bilhões. As informações são do Broadcast.

De acordo com fontes do jornal, a Copel busca expandir a participação das fontes eólica e solar para 25% do seu portfólio de energia. A companhia também considera adquirir a Ibitu Energia (antiga Queiroz Galvão Energia), atualmente sob gestão da norte-americana Castlelake.

“São dois ativos grandes, que podem agregar [à empresa] projetos de solar e eólica, e a aquisição de um deles colocaria a empresa em outro patamar, em termos de geração de energia”, disse uma das fontes ao Broadcast.

Se a compra ocorrer de fato, a Copel entraria com um portfólio próximo a 1,1 gigawatt (GW) em projetos de operação comercial ou implantações na Bahia e no Ceará.

Outras empresas do setor e bancos de investimentos estão interessadas nos ativos. Grupos chineses e companhias de petróleo e gás também estão na disputa, entre elas a Equinor e a Eneva (ENEV3).

A Eneva preferiu realizar a fusão com a Focus Energia (POWE3). A empresa anunciou em 15 de dezembro a incorporação, por meio de uma subsidiária integral da companhia. O negócio é de R$ 960 milhões e envolve a subscrição privada de debêntures da Focus.

“Essas empresas de renováveis estão num momento propício, porque há forte demanda por esses ativos no mercado, inclusive quem vinha desenhando IPO no ano passado e viu a janela se fechar antes da oferta, agora caminha para operação de fusão e aquisição no mercado”, afirmou a fonte ao Broadcast.

Copel GeT conclui compra do Complexo Eólico Vilas (RN) por R$ 1,086 bi

A Copel GeT, subsidiária da Copel (CPLE6), concluiu em novembro a aquisição do complexo Eólico Vilas (RN) pelo valor atualizado de R$ 1,086 bilhão.

Em documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Copel destaca que o Complexo Eólico Vilas possui financiamentos de longo prazo, com vencimentos até 2040, contratados junto ao Banco do Nordeste (BNB).

O complexo conta com 186,7 MW de capacidade instalada e atualmente está em operação. Ele é formado por um conjunto de 5 parques eólicos localizados em Serra do Mel, no Rio Grande do Norte, região considerada uma das melhores do mundo para a geração de energia eólica.

Segundo a Copel, parte da energia do complexo foi comercializada no ambiente de contratação regulada (ACR) e, até o início do suprimento previsto para 2024 e 2024, essa energia será comercializada no ambiente de contratação livre (ACL).

Victória Anhesini

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!