Confiança da indústria sobe 1,6 ponto em novembro, mostra prévia da FGV

Confiança da indústria sobe 1,6 ponto em novembro, mostra prévia da FGV
Produção industrial cresce 1,1% em outubro na base mensal

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) apurado na prévia da sondagem de novembro teve um avanço de 1,6 ponto em relação ao resultado fechado de outubro, para 112,8 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Caso se confirme, o índice alcançará o maior patamar desde outubro de 2010, quando estava em 113,6 pontos.

O Índice de Situação Atual aumentou 4,4 pontos, para 118,1 pontos, o maior valor desde dezembro de 2007. Já o Índice de Expectativas recuou 1,2 ponto, para 107,4 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) da indústria indicou uma redução de 0,2 ponto porcentual em relação ao patamar de outubro, passando de 79,8% para 79,6% em novembro.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A prévia dos resultados da Sondagem da Indústria abrange a consulta a 794 empresas entre os dias 1º e 19 de novembro. O resultado final da pesquisa será divulgado no próximo dia 27.

Índice de confiança do empresário industrial cresce em todos setores

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou em setembro que o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI). De acordo com os dados do relatório, o mês de setembro registrou um crescimento em todos os 30 setores da indústria.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial do segmento de Transformação chegou a 62,6 pontos, representando uma alta de 5,1 pontos em relação ao mês anterior.

Segundo a CNI, este é o segundo mês consecutivo que o índice fica acima da linha divisória dos 50 pontos, o que indica confiança dos empresários. “O ICEI mostra que após a retomada em agosto, a confiança está cada vez maior e mais disseminada entre os empresários da indústria da transformação”, informou a entidade.

O crescimento do índice em setembro é bastante significativo na comparação com abril, no auge da crise causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o ICEI estava em 34,3 pontos, de acordo o relatório.

Além disso, os dados registraram que em todos os setores da indústria da transformação considerados, a confiança teve aumento em setembro e se situa acima dos 50 pontos.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião