Concessões no crédito livre aumentam 0,8% em outubro ante setembro, diz BC

Concessões no crédito livre aumentam 0,8% em outubro ante setembro, diz BC
Concessões no crédito livre aumentam 0,8% em outubro ante setembro, diz BC

As concessões dos bancos no crédito livre registraram um aumento de 0,8% em outubro ante setembro, para R$ 309,3 bilhões, informou o Banco Central (BC) nesta sexta-feira (27).

Enquanto no ano, o avanço das concessões dos bancos no crédito livre acumulado foi de 1,8% e, nos 12 meses até outubro, de 4,5% em meio a crise da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Os dados divulgados pelo BC não consideram ajustes sazonais. Os números são influenciados pelas medidas de isolamento social adotadas pelo governo em meio ao novo vírus, reduzindo também a atividade das empresas, em especial nos meses de março e abril.

Diante disso, em meio à carência de recursos, famílias e empresas aumentaram a demanda por algumas linhas de crédito nos bancos. Todavia, o BC não divulga dados sobre o quanto a procura por crédito aumentou, mas apenas sobre o quanto foi concedido.

Para o mês de outubro, as concessões tiveram um aumento de 5,5%, para R$ 168,7 bilhões no crédito para pessoas físicas. Em comparação anual a queda foi de 0,1%.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Já no caso de pessoas jurídicas, as concessões recuaram 4,3% em outubro ante setembro, para R$ 140,6 bilhões. Ainda assim, em 12 meses até outubro, o avanço foi de 9,7%.

Além disso, o BC informou que as concessões de crédito tiveram uma queda de 0,6% em outubro ante setembro na série dessazonalizada. Em relação às pessoas físicas, essas concessões avançaram 3,2% e, enquanto para as empresas, caíram 4,8%.

Os números revelam ainda que as concessões no crédito livre, que reúnem operações que não utilizam recursos do BNDES ou da poupança, subiram 2,6% em outubro. Já no caso das pessoas físicas, houve uma alta de 2,9%, ao passo que, para as empresas, o aumento foi de 1,1%.

No caso das concessões no crédito direcionado (recursos do BNDES e da poupança), houve forte baixa em outubro ante setembro, de 19,4%. Entre as pessoas físicas, houve elevação de 1,9%. Para as empresas, o recuo foi de 51,3%.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião