Claro vence Telefônica (VIVT3) na disputa por SP em leilão de 5G

Claro vence Telefônica (VIVT3) na disputa por SP em leilão de 5G
Claro (divulgação)

No leilão do 5G da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta (4), empresas também disputaram oferta do 4G. A Claro arrematou o lote E03 para oferecer tecnologia 4G no Estado de São Paulo, dentro da faixa 2,3 GHz. A empresa venceu a disputa ao propor uma outorga de R$ 750 milhões, com ágio de 755,1%.

A Claro derrotou a Telefônica (VIVT3), que em sua última oferta propôs R$ 682,5 milhões pelo bloco. A Claro ofereceu o maior valor e ficou com o lote.

A área de prestação é formada pelo Estado de São Paulo, com exceção dos municípios de Altinópolis, Aramina, Batatais, Brodosqui, Buritizal, Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Colômbia, Franca, Guaíra, Guará, Ipuã, Ituverava, Jardinópolis, Miguelópolis, Morro Agudo, Nuporanga, Orlândia, Ribeirão Corrente, Sales de Oliveira, Santa Cruz da Esperança, Santo Antônio da Alegria e São Joaquim da Barra.

Já a Brisanet (BRIT3) arrematou o lote E4, na faixa de 2,3 GHz, com uma proposta única de R$ 111,385 milhões para atender com 4G a Região Nordeste.

Na faixa de 2,3 GHz, apesar do compromisso das empresas em cobrir com 4G a relação de 95% da área urbana dos municípios sem a tecnologia, a frequência também poderá ser usada para o 5G.

Claro arremata 4G na Região Sul

A Claro arrematou também o lote E06 para oferecer tecnologia 4G na Região Sul. A empresa saiu vencedora ao propor uma outorga de R$ 210 milhões, e ágio de 259,65%. O lote foi disputado entre a Claro e a Telefônica (Vivo).

Assim como nos blocos E05 (Centro-Oeste) e E03 (Estado de São Paulo), a Claro saiu vencedora na disputa com a Telefônica. No lote E05, a empresa saiu vencedora ao propor uma outorga de R$ 150 milhões, e ágio de 381,15%.

O lote foi disputado entre a Claro e a Telefônica, que em seu último lance ofereceu R$ 135 milhões. Ao fim, a Claro propôs o maior valor e ficou com o bloco.

A área de prestação do E05 conquistado pela Claro é formada pela região Centro-Oeste, mas com exceção do município de Paranaíba, no Estado de Mato Grosso do Sul, e das cidades de Buriti Alegre, Cachoeira Dourada, Inaciolândia, Itumbiara, Paranaiguara e São Simão, no Estado de Goiás.

(Com informações da Agência Estado)

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!