Cielo (CIEL3) dispara mais de 4% no Ibovespa; entenda os motivos

Cielo (CIEL3) dispara mais de 4% no Ibovespa; entenda os motivos
Cielo - Fonte: Divulgação

A ação da Cielo (CIEL3) fechou em forte alta no pregão desta segunda-feira (8), enquanto o mercado ainda repercute os números divulgados recentemente no seu balanço trimestral.

A ação da Cielo (CIEL3) encerrou o dia negociada a R$ 2,39, com uma alta de 4,37%. Com isso, o papel figurou entre as maiores altas do Ibovespa, que por sua vez, operava próximo da estabilidade, com uma leve queda de 0,032%, aos 104.791,07 pontos.

Além disso, hoje o J.P. Morgan elevou sua recomendação de venda para neutro para a gigante das maquininhas.

A ação da companhia vem se destacando nos pregões desde a divulgação do seu balanço do terceiro trimestre do ano passado, na última quarta-feira (3). Um dia após anunciar um lucro líquido de R$ 211,9, seu  papel chegou a disparar mais de 7%.

Entre julho e setembro deste ano, a Cielo viu seu lucro líquido disparar 111,1%, na comparação anualizada, para R$ 211,9 milhões.

O resultado da Cielo no terceiro trimestre de 2021 foi impulsionado pela recuperação dos volumes capturados, assim como o negócio de antecipação de recebíveis.

A empresa disse que suas subsidiárias, em especial a Cateno, tiveram melhor desempenho nesse trimestre. A companhia informou que mesmo com a alta da taxa básica de juros (Selic), que pressiona o resultado financeiro, não ofuscou a melhoria operacional.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 692,8 milhões no período entre julho e setembro, alta 44,3% em um ano, e de 19,3% em um trimestre. A margem Ebitda subiu 6,4 pontos porcentuais em termos anuais, para 23%.

A receita líquida da Cielo foi de R$ 3,009 bilhões, alta de 4,4% em 12 meses, e de 7,0% em três.

Já os gastos totais da Cielo foram de R$ 2,595 bilhões. O número representa redução de 3,9% em relação ao mesmo período do ano passado, mas é um aumento de 4,1% ante o segundo trimestre deste ano.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!