China reduz taxa de juros de longo prazo na tentativa de estimular a economia

China reduz taxa de juros de longo prazo na tentativa de estimular a economia
Banco do Povo da China. Foto: Wikimedia Commons

A China decidiu nesta sexta-feira (20) reduzir a taxa de juros de referência para empréstimos de longo prazo, como tentativa de estimular a economia do país afetada pelas restrições impostas por surto de covid.

O Banco Central da China (PBoC) reduziu a taxa chamada de LRP de cinco anos ou mais de 4,60% para 4,45%. A taxa é utilizada como referência em muitas hipotecas. O anúncio aconteceu em um momento difícil para o setor imobiliário chinês, com várias empresas à beira da falência com as elevadas dívidas contraídas e a queda da demanda.

Por sua vez, a taxa LRP de um ano, que serve de guia para os créditos dos bancos comerciais a empresas, permaneceu inalterada em 3,7%.

A forte desaceleração da economia chinesa causada pelas rígidas regras de restrições impostas por surtos de Covid tem preocupado os líderes locais e também a economia mundial. Com isso, o primeiro-ministro chinês, Li Keqiangm pediu medidas “urgentes” para estimular a segunda maior economia do mundo.

A economia chinesa está em colapso com a estratégia “zero covid” do presidente Xi Jiping para conter o avanço do vírus. A medida associa lockdowns frequentes e campanhas massivas de teste, custo alto que tem demonstrado grande impacto por meio de indicadores, com a produção industrial e os gastos do consumidor caindo para piores níveis desde o início da pandemia.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) calculou que a contribuição média  anual esperada da China para o crescimento econômico global até 2027 deve ser cerca de 29%. Apesar de ser um acréscimo, contrasta com os anos que se seguiram à crise financeira global de 2008, quando esta se aproximou de 40%.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO